Economia

Comissão antecipa pagamentos do POSEI e do PRORURAL+

  • 30 de Agosto de 2019
  • 15 Visualizações, Última Leitura a 20 Setembro 2019 às 03:52
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Comissão Europeia vai permitir antecipação de 70% das ajudas do POSEI e 85% do PRORURAL+ a partir de 16 de outubro.

A Comissão Europeia procedeu à antecipação de 70 por cento dos pagamentos do POSEI e 85 por cento do PRORURAL+.

As verbas comunitárias podem ser pagas a partir de 16 de outubro, por cada estado-membro, sendo que a Federação Agrícola dos Açores defendeu a antecipação deste pagamento, conforme acontece regularmente.

Para garantir o pagamento antecipado é necessário o Ministério da Agricultura formalizar a solicitação junto da Comissão Europeia.

“Esta tem sido uma política seguida pela União Europeia que permite o pagamento antecipado, em dois meses, das ajudas aos produtores. A decisão compete a cada Estado-membro. Já que a União Europeia permite este pagamento antecipado, será bom que também o Governo Regional proceda também à antecipação dos seus pagamentos aos produtores”, frisou Jorge Rita, presidente da Federação Agrícola dos Açores.

O representante dos agricultores recordou que a antecipação destas ajudas, em outubro, é muito importante para capitalizar um setor e permite efetuar o pagamento das rendas dos terrenos.

Cumprindo a tradição dos agricultores de pagarem a renda anual em outubro.

Também o secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, manifestou satisfação com a aprovação pela Comissão Europeia da antecipação do pagamento, em outubro, de 70% do POSEI e 85% do PRORURAL+, afirmando que é uma boa notícia para os agricultores dos Açores, correspondendo às pretensões do Governo Regional e da Federação Agrícola.

“O Governo Regional só pode ficar muito satisfeito com a decisão tomada pela Comissão Europeia de pagar antecipadamente ajudas muito importantes para os nossos agricultores e que vão contribuir para aumentar a liquidez das explorações agrícolas”, salientou João Ponte.

O Governo Regional dos Açores, em julho, solicitou ao Governo da República que fossem desencadeados junto da Comissão Europeia os mecanismos para a antecipação do pagamento das ajudas no âmbito dos programas POSEI e PRORURAL+ aos agricultores açorianos para atenuar desvantagens competitivas, os prejuízos a que foram sujeitos devido à seca e assegurar a indispensável liquidez das explorações.

O pedido de pagamento antecipado foi justificado com a seca, que condicionou em 2018 a produção e armazenagem de forragens próprias para alimentar os bovinos, com consequências ainda este ano, e, por outro lado, com o diferencial de preço do leite pago aos produtores dos Açores, que é mais baixo do que no continente português e, sobretudo, à média europeia.

Acresce que, também ao nível da horticultura e da fruticultura, a seca teve um impacto substancial, impedindo, em muitos casos, que os agricultores colhessem rendimentos das suas culturas.

 

Fonte: Açoriano Oriental

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos