Economia

Instituto de Biotecnologia e Biomedicina mais um passo para afirmação científica do arquipélago

  • 17 de Março de 2010
  • 267 Visualizações, Última Leitura a 24 Outubro 2017 às 10:20
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Instituto de Biotecnologia e Biomedicina dos Açores (IBBA), que o Governo Regional vai criar na Terceira para desenvolver investigação de ponta nestas áreas, será mais um pólo no desenvolvimento científico e tecnológico do arquipélago.

“O Governo que fundar um novo pilar da economia regional, baseado no conhecimento e na tecnologia”, afirmou o secretário regional da Ciência e Tecnologia, José Contente, em declarações à agência Lusa.

Nesse sentido, a criação do IBBA insere-se no sistema científico e tecnológico regional, onde também se integram o Parque Tecnológico de S. Miguel e o Centro de Ciências do Mar, no Faial.

José Contente assegurou este ‘cluster’ científico e tecnológico, fortemente apoiado na universidade, terá também “uma grande ligação ao mundo empresarial”.

O IBBA tem como associados, além do Governo Regional dos Açores, o Fundo Regional da Ciência e Tecnologia, Universidade dos Açores, Hospital do Divino Espírito Santo (Ponta Delgada) e Hospital do Santo Espírito (Angra do Heroísmo).

O futuro instituto de investigação científica, que já tem terrenos destinados à sua construção, encontra-se ainda numa fase de “definição dos conteúdos que o vão integrar”, que deverá ficar concluída este ano.

“Estamos a definir o plano estratégico e as linhas de investigação que serão desenvolvidas no IBBA”, afirmou José Contente, frisando que esta definição prévia evitará que as instalações fiquem vazias quando o edifício estiver concluído.

A elaboração do plano estratégico do futuro instituto tem como consultor o especialista arménio Garabed Antranikian, vice-presidente da Universidade Tecnológica de Hamburgo, na Alemanha.

Garabed Antranikian, perito em biotecnologia industrial, em particular na área de organismos extremófilos (que vivem em condições extremas), desloca-se na quinta feira aos Açores, tendo prevista uma palestra, em Angra do Heroísmo, sobre a interligação entre a investigação e as empresas.

Em termos gerais, segundo José Contente, o IBBA deverá desenvolver actividades de investigação relacionadas com questões agrárias e de saúde animal, duas áreas de relevante importância para a zona do arquipélago onde vai ser instalado.

Na área da biomedicina, a investigação a desenvolver pelo futuro instituto deverá ser realizada através de uma forte ligação aos dois principais hospitais do arquipélago, em Ponta Delgada e Angra do Heroísmo.

Para o secretário regional da Ciência e Tecnologia, a criação do IBBA é mais um passo na afirmação dos Açores nestas áreas, que começou há dois anos com a instalação em Santa Maria de uma estação de rastreio da Agência Espacial Europeia (ESA).

“A estação da ESA foi o momento de viragem, deu uma nova dimensão aos Açores”, frisou José Contente, salientando a aposta das autoridades regionais na afirmação do arquipélago na área da ciência e da tecnologia.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos