Economia

Dormidas de turistas aumentam 17,4% entre janeiro e abril

  • 18 de Junho de 2019
  • 28 Visualizações, Última Leitura a 23 Julho 2019 às 22:19
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os números ontem divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) sobre a atividade turística no arquipélago dão conta que, de janeiro a abril de 2019, no conjunto das unidades hoteleiras (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas, para além do Turismo no Espaço Rural (TER) e Alojamento Local (AL), registaram-se 610,8 mil dormidas, ou seja, uma subida de 17,4% em relação a igual período de 2018.

De acordo com a mesma fonte, as unidades hoteleiras, de TER e AL nos Açores atingiram as 242,4 mil dormidas em abril passado, representando uma subida homóloga de 27%.

“De janeiro a abril, os residentes em Portugal atingiram cerca de 338,7 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 21,6%; os residentes no estrangeiro atingiram 272,1 mil dormidas, registando um aumento em termos homólogos de 12,6%.

Neste período - frisa - registaram-se 202,7 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação positiva de 15,9% relativamente ao mesmo período de 2018”, pode ler-se na informação disponibilizada pelo SREA.

Entre janeiro e abril, e no que respeita a variações homólogas acumuladas, as ilhas Graciosa, São Miguel, Flores, Pico, Faial e São Jorge registaram subidas homólogas de, respetivamente, 35,1%, 26,3%, 23,1%, 17,1%, 11,3% e 11,1%.

Pelo contrário, as ilhas de Santa Maria e Terceira apresentaram descidas homólogas de, respetivamente, 19,6% e 11,5%.

São Miguel, com 449,9 mil dormidas, foi a ilha que concentrou 73,7% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 86,3 mil dormidas (14,1%), o Faial com 30 mil dormidas (4,9%) e o Pico com 18,9 mil dormidas (3,1%).

De acordo com o SREA, entre janeiro e abril os residentes em Portugal atingiram cerca de 261,4 mil dormidas (59,6% do total) e os residentes no estrangeiro 176,9 mil (40,4% do total), com destaque para o mercado norte-americano (EUA e Canadá) e alemão.

Os proveitos totais nos estabelecimentos hoteleiros, de janeiro a abril de 2019, chegaram a 19,8 milhões de euros, tendo os proveitos de aposento atingido, no mesmo período, 13,8 milhões.

Estes valores correspondem a aumentos homólogos de 10% e de 9,1%, respetivamente.

O SREA realça ainda que em abril os proveitos totais e os proveitos de aposento apresentaram subidas homólogas de, respetivamente, 16,9% e 17,2%.AL aumenta quase 80%.

Por seu lado, o Alojamento Local registou em abril passado nos Açores 71,7 mil dormidas, representando um aumento de 79,6% em relação ao mesmo mês de 2018.

Entre janeiro e abril, o AL obteve a marca de 164,1 mil dormidas, valor superior em 66,3% ao registado em igual período de 2018.

“De janeiro a abril, os residentes em Portugal atingiram cerca de 74,9 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 59,2%; os residentes no estrangeiro atingiram 89,2 mil dormidas, registando um aumento em termos homólogos de 72,7%”, informa o SREA, adiantando que no período em causa houve 48,3 mil hóspedes, traduzindo um acréscimo homólogo de 70,8%.

Nos primeiros quatro meses deste ano, São Miguel registou 122,3 mil dormidas (74,5% das dormidas), a Terceira 16,9 mil (10,3%), o Faial 10,4 mil (6,3%) e o Pico 7,4 mil dormidas (4,5%).


Espanhóis e Páscoa aumentam receitas do turismo em 9,6%

As receitas do turismo em Portugal aumentaram 9,6% em abril, para 331,5 milhões de euros, devido à Páscoa e ao aumento de 55,7% de turistas espanhóis nesse mês, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O alojamento turístico recebeu 2,3 milhões de hóspedes e 5,8 milhões de dormidas em abril passado, refletindo aumentos de 9,1% e 9,5%, respetivamente, e acelerando face às subidas de 4,2% e 0,7% em março, pela mesma ordem.

As dormidas na hotelaria (84,7% do total) aumentaram 8% em abril, as dormidas nos estabelecimentos de alojamento local (12,7% do total) cresceram 17,2% e as de turismo no espaço rural e de habitação (2,5% do total) aumentaram 22,6%.

As dormidas de residentes cresceram 16%, acelerando face ao aumento de 5,1% em março, enquanto as de não residentes cresceram 7,1%.

Dos 16 principais mercados turísticos, que representaram 86,9% das dormidas de não residentes em abril, o mercado espanhol - tradicionalmente sensível ao “efeito Páscoa” - representou 11,3% desse total, e cresceu 55,7% em abril.

O mercado britânico cresceu 2,2% neste mês, o brasileiro 10,2%, o canadiano 30,2%, o irlandês 18,4% e o norte-americano 18,8%, enquanto os mercados alemão e francês recuaram, respetivamente, 3,7% e 0,5%.

Em abril, segundo o INE, o mercado interno contribuiu com 1,7 milhões de dormidas, refletindo um crescimento de 16%, e as dormidas dos mercados externos (peso de 71,7% em abril) aumentaram 7,1% e corresponderam a 4,2 milhões.

As dormidas de turistas aumentaram em todas as regiões do país, exceto na Madeira onde caíram 5,2%, destacando-se o aumento de 25,7% no Alentejo e de 13,6% no Algarve.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos