Economia

Empresas de transporte coletivo de passageiros podem candidatar-se a apoios para aquisição de novos veículos elétricos

  • 12 de Junho de 2019
  • 26 Visualizações, Última Leitura a 25 Agosto 2019 às 12:24
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo anunciou que as empresas de transporte coletivo de passageiros, prestadores de serviço na área e administração pública regional e local podem candidatar-se a apoios para a aquisição de novos veículos pesados de passageiros (categorias M2 e M3) para transporte urbano, suburbano e interurbano dotados de motores elétricos, contribuindo, assim, para a promoção da mobilidade sustentável.

O aviso, lançado no âmbito do Programa Operacional Açores 2020, tem uma dotação de dois milhões de euros do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), com uma taxa máxima de cofinanciamento de 85%, incidindo sobre o custo total elegível.

As despesas elegíveis abrangem a aquisição de veículos pesados de passageiros elétricos, a reconversão total ou parcial da frota de veículos de transporte coletivo de passageiros de motores de combustão tradicional para elétricos e investimentos em pontos de carregamento elétricos para utilização da frota do beneficiário candidato.

No caso da aquisição, a despesa elegível será a diferença entre o custo de aquisição do autocarro elétrico que a entidade pretende adquirir e o custo de aquisição de um autocarro novo com motor de combustão interna equivalente (do mesmo tipo e capacidade) que se limite a cumprir a norma Euro VI.

As candidaturas podem ser apresentadas até 31 de dezembro através do portal do Balcão 2020, em http://poacores2020.azores.gov.pt/candidaturas/aviso-no-acores-07-2019-21/.

Os projetos a considerar neste objetivo específico encontram-se enquadrados no Plano para a Mobilidade Elétrica nos Açores (PMEA), no Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Região Autónoma dos Açores (PMUS) e no Plano Integrado dos Transportes (PIT Açores).

Esta é mais uma ação fundamental que permitirá reduzir a dependência energética da Região e as emissões de gases com efeitos de estufa, diminuindo a poluição atmosférica e os níveis de ruído, contribuindo para a melhoria de qualidade de vida nos centros urbanos.

Permitirá também implementar soluções de transporte modernas e adaptadas às necessidades dos passageiros, que contribuam para o incremento da qualidade e atratividade deste serviço.


Fonte: GaCS/HMB

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos