Economia

Campanha explica aos turistas com funcionam as touradas na Terceira

  • 2 de Maio de 2019
  • 77 Visualizações, Última Leitura a 17 Setembro 2019 às 15:10
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As touradas à corda têm cada vez mais turistas e foi criada campanha a explicar como funcionam, alertando para os cuidados de segurança.

As touradas à corda da ilha Terceira têm cada vez mais turistas, por isso, este ano foi criada uma campanha para explicar como funcionam, mas também para alertar para os cuidados de segurança necessários.

“Com o aumento do turismo, nós sentimos que houve algumas peripécias com alguns turistas, por não saberem estar na tourada à corda, e sentimos a necessidade de fazer algo”, adiantou, em declarações à Lusa, a presidente da Associação Regional de Criadores de Toiros de Tourada à Corda, Sónia Ferreira.

A época de touradas à corda arrancou ontem na ilha Terceira e até 15 de outubro são esperadas mais de duas centenas de manifestações taurinas, que ao contrário das touradas de praça, se realizam nas ruas, em percursos limitados por riscos e encerrados ao trânsito.

Os touros são amarrados por uma corda, segurada por pastores, e a população assiste, de forma gratuita, nas janelas e varandas das casas, mas há quem se arrisque a ver na rua e até a brincar com o touro, o que por vezes pode passar a mensagem errada a quem chega de fora.

“O terceirense está muito à vontade no arraial e isso transmite às pessoas que vêm de fora que é uma coisa sem perigo e não é. Quando eles veem os nossos capinhas a capear [enfrentar o touro com capas], parece que aquilo é fácil e não é, por isso é que é importante explicar-lhes os possíveis perigos”, salientou Sónia Ferreira.

A campanha, que integra cartazes, vídeos e panfletos, em português, inglês e castelhano, aconselha, por exemplo, as pessoas a chegarem cedo ao arraial para encontrarem um sítio alto onde possam assistir à tourada em segurança e lembra que os intervalos entre cada touro (quatro no total) são curtos, por isso, não é prudente sair à rua.

Por outro lado, alerta para os cuidados a ter junto dos riscos que delimitam o percurso, para onde correm dezenas de pessoas em simultâneo quando o touro se aproxima.

Quem opta por assistir na rua deve ter cuidado para não se deixar apanhar pelo touro, mas estar atento também à corda para não tropeçar.

Entre outras informações, os vídeos e panfletos explicam como saber se o touro está na rua, através dos foguetes: um foguete indica que o touro vai sair da gaiola de madeira em que é transportado para o arraial e dois foguetes que o touro vai ser recolhido.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos