Economia

Exportações de bens sobem 4,6% e importações crescem 12,8%

  • 10 de Abril de 2019
  • 11 Visualizações, Última Leitura a 21 Abril 2019 às 22:27
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As exportações portuguesas registaram em fevereiro uma subida homóloga nominal de 4,6% e as importações abrandaram, tendo crescido 12,8%, de acordo com as estatísticas do comércio internacional ontem divulgadas pelo INE.

Em fevereiro, “as exportações de bens registaram uma variação homóloga nominal de 4,6%, correspondendo a uma aceleração face ao mês anterior (3,8% em janeiro)”, refere o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Esta aceleração deveu-se, sobretudo, “ao aumento no comércio intra-UE (4,4%)”, explica.Já as importações, “aumentaram 12,8%, desacelerando face ao mês anterior (15,9% em janeiro)”, como “resultado da evolução registada no comércio Intra-UE (11,1%) e, embora com menor impacto, também no Extra-UE (18,6%)”, acrescenta o instituto.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações subiram 7,3% e as importações cresceram 13,3%, contra, respetivamente, 4,4% e 18,3%, em janeiro deste ano.

“O défice da balança comercial de bens totalizou 1.504 milhões de euros em fevereiro de 2019, mais 504 milhões de euros que no mês homólogo de 2018”, refere o INE, que aponta que, excluindo os combustíveis e lubrificantes, “a balança comercial atingiu um saldo negativo de 996 milhões de euros, correspondente a um aumento do défice de 345 milhões de euros em relação a fevereiro” do ano passado.

As exportações de bens subiram 5,2% no trimestre terminado em fevereiro e as importações cresceram 11,9%.Relativamente às variações face ao mês anterior, “em fevereiro as exportações diminuíram 2,7%, em resultado da diminuição no comércio Intra-UE e as importações decresceram 8,7% como resultado da evolução de ambos os tipos de comércio (+13,6% e +16,8%, respetivamente, em janeiro de 2019), o que poderá estar em parte relacionado com o facto de fevereiro” deste ano “ter menos dois dias úteis do que” o mês anterior.

 

Fonte: Açoriano Oriental - Economia Nacional

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos