Economia

Desmonte de talude em obra em S. Jorge motiva encerramento temporário de estrada regional

  • 20 de Março de 2019
  • 11 Visualizações, Última Leitura a 21 Abril 2019 às 22:16
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas reuniu hoje com os presidentes de câmara das Velas e da Calheta, bem como com presidentes de junta, comandantes de bombeiros e forças de segurança da ilha de S. Jorge, num encontro que visou sensibilizar as autoridades para as razões que levam ao encerramento temporário do trânsito no troço da estrada regional, atualmente em reabilitação, entre a Ribeira do Almeida e o aeroporto.

Ana Cunha adiantou que solicitou a reunião para “pedir a colaboração para um determinado condicionalismo do trânsito que existirá, no âmbito da empreitada de beneficiação e requalificação da estrada regional que liga a Ribeira do Almeida ao aeroporto”, já que “há uma zona de trabalhos que implica o desmonte de taludes e, por motivos de segurança, durante a execução desses trabalhos, o trânsito será condicionado”.

A titular da pasta das Obras Públicas especificou que o trânsito estará condicionado durante determinados períodos, “as horas de ponta de maior circulação”, sendo depois reaberto, “por forma a causar o menor constrangimento possível a quem circula todos os dias nesta estrada”, que constitui o principal acesso ao Porto das Velas e ao Aeroporto de S. Jorge.

O trânsito estará interrompido durante cerca de 30 dias, entre as 09h30 e as 16h00, precisamente “para permitir que os trabalhos de desmonte do talude sejam executados com a maior segurança e sem perigo para as pessoas que circulam na estrada”.

Durante este horário, apenas poderão circular neste troço de estrada os veículos com marcha de urgência assinalada.

A Secretária Regional adiantou que “o empreiteiro já se comprometeu e concentrará todos os seus esforços nesta tarefa específica de desmonte dos taludes, para que dure o menor tempo possível. Estima-se que sejam 30 dias, oxalá seja menos, para que o trânsito volte a ser reestabelecido o mais rapidamente possível”.

No período compreendido entre as 09h30 e as 16h00, as vias alternativas estarão devidamente assinaladas e identificadas, estando já a ser distribuído um aviso à população, para que tome conhecimento dessas alternativas.

“Todos sabemos que as obras trazem constrangimentos, mais a mais obras desta envergadura, mas estamos a falar de um período de tempo limitado, um período de horário também limitado, e estamos a falar de um trabalho muito específico”, frisou Ana Cunha.
A Secretária Regional salientou que, nesta reunião, “todas as pessoas presentes tiveram oportunidade de esclarecer as suas dúvidas”.
Ana Cunha apelou à compreensão de todos, solicitando o apoio na divulgação dos condicionalismos existentes a partir de 25 de março neste troço de estrada.

Durante este período, o trânsito pesado deverá optar pela Estrada Regional n.º 1-2.ª, pelo lado norte da ilha, sendo que o trânsito ligeiro poderá optar pela Estrada Regional n.º 1-2.ª, pelo lado norte da ilha, ou pelo desvio constituído pelos seguintes troços: acesso a Santo Amaro, Canada de Santo Amaro, Transversal das Macelas e Estrada Regional n.º 3-2.ª (Transversal) até à Urzelina, no sentido Velas – Calheta.

No sentido Calheta – Velas, o percurso deverá ser feito no sentido contrário, ou seja, Estrada Regional n.º 3-2.ª (Transversal), Transversal das Macelas, Canada de Santo Amaro e acesso a Santo Amaro.

Os desvios referidos estarão devidamente sinalizados.


Fonte: GaCS

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos