Economia

Lançado novo programa para combater desemprego jovem

  • 20 de Março de 2019
  • 110 Visualizações, Última Leitura a 18 Junho 2019 às 02:44
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

No fim de janeiro, 14,8% dos jovens açorianos entre os 15 e os 24 anos estavam desempregados, e considerada a faixa etária dos 25 aos 34 anos a percentagem era superior, atingindo os 26,1%, segundo as Estatísticas Mensais dos Centros de Emprego, publicadas pelo IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Tanto numa faixa etária, como na outra, a percentagem de jovens desempregados registada nos Açores é a mais elevada entre as várias regiões do país.

Com o objetivo de diminuir estes números, o governo regional lançou um novo programa de emprego precisamente dirigido a desempregados com menos de 30 anos.

De acordo com o regulamento publicado no Jornal Oficial da Região, e que já está em vigor, o Inovar é uma medida que pretende promover a integração profissional no mercado de trabalho de jovens desempregados com qualificações iguais ou inferiores ao nível 3 do Quadro Nacional de Qualificações, ou seja com qualificações correspondentes ao 12.º ano ou inferiores.

Têm de estar inscritos há pelo menos 100 dias consecutivos, ou seja cerca de três meses e meio, nas agências de emprego da Região Autónoma dos Açores ou no Garantia Açores.

Com esta medida, o jovem pode ter uma experiência de trabalho, desempenhando funções com um horário semanal de 35 horas, por um período de seis meses, passíveis de prorrogação por mais cinco meses, em empresas, mas não só.

Podem também candidatar-se a esta medida cooperativas, empresas públicas, entidades sem fins lucrativos e ainda a administração pública central, regional e local.

Aos jovens abrangidos será atribuída uma bolsa mensal no valor da Retribuição Mínima Mensal Garantida em vigor na Região Autónoma dos Açores que, nos primeiros seis meses, é suportada pelo Fundo Regional do Emprego, mas, no caso de prorrogação do projeto por mais cinco meses, as entidades promotoras têm de garantir uma comparticipação de 20%.

Os jovens terão direito ainda a subsídio de refeição, tendo as entidades onde vão trabalhar de garantir o pagamento do seguro de acidentes de trabalho.

Para efeitos de seleção dos candidatos, está prevista a constituição de uma bolsa designada por “Bolsa Inovar”, no portaldoemprego.azores.gov.pt, onde constam os dados dos destinatários. E será a entidade promotora a efetuar a seleção dos jovens no momento da candidatura.

O prazo de abertura das candidaturas e a data de início do projeto será determinado por despacho do governo e publicado no Jornal Oficial.

Entre os candidatos que não são elegíveis estão desempregados que sejam cônjuges ou equiparados, ascendentes ou descendentes ou, ainda, familiar do promotor até ao 2.º grau em linha reta ou colateral de pessoa singular ou de sócios, gerentes ou administradores; bem como candidatos anteriormente beneficiários de projeto ao abrigo do REATIVAR + ou EPIC, na mesma entidade promotora.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos