Economia

Termas do Carapacho vão ter licenciamento em breve

  • 19 de Março de 2019
  • 30 Visualizações, Última Leitura a 16 Junho 2019 às 03:17
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O licenciamento das Termas do Carapacho “poderá ser uma realidade a breve trecho, com vista a assegurar a qualidade e segurança no serviço prestado”, afirmou o diretor regional da Saúde, no workshop sobre Termalismo que decorreu na Graciosa.

Tiago Lopes adiantou que o processo de licenciamento conta atualmente com o Relatório do Estudo Médico-Hidrológico da Água Mineral do Carapacho e o Estudo Hidrogeológico da Concessão Hidromineral do Carapacho, depois de já terem sido “realizadas intervenções com vista à melhoria e manutenção das condições existentes”, salientou na ocasião, de acordo com uma nota do Gabinete de Apoio à Comunicação Social que o cita.

O diretor regional referiu ainda que, atendendo ao recente regresso da comparticipação dos tratamentos termais pelo Estado em 2019, terminando uma suspensão que vinha de 2011, a Região não se coloca à margem deste processo, estando o Governo dos Açores a trabalhar para que açorianos e turistas possam usufruir das condições únicas das estâncias regionais.

“As suas propriedades potenciam as defesas naturais do organismo, sendo que, consoante a zona de onde brota e as características que possui, cada tipo de água mineral difere nas propriedades terapêuticas que proporciona, com inegável pertinência para a promoção da saúde e prevenção da doença”, sublinhou Tiago Lopes.

Por seu lado, a diretora regional do Turismo reforçou a “importância do termalismo e dos tratamentos termais”, não só no contexto da saúde, mas também enquanto segmento turístico com potencial nos Açores.

Cíntia Martins destacou o caso específico das Termas do Carapacho, “uma infraestrutura que recentemente beneficiou de obras de remodelação e de requalificação, com vista a melhorar a qualidade do serviço prestado, não só aos utentes que a procuram por motivos de saúde, mas também como valência turística, numa ilha em que as termas assumem especial destaque, pelo elevado potencial para a dinamização da própria economia graciosense”.

Segundo a diretora regional, esta é uma medida que coloca os recursos termais ao serviço das populações e, simultaneamente, consolida a oferta turística existente na área do termalismo e do turismo termal, que tem vindo a ser implementada pelo Governo dos Açores, numa ótica de desenvolvimento da atividade, em complemento de outras valências turísticas e hoteleiras.

O workshop que decorreu no dia 15 de março resultou de uma iniciativa da Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, em parceria com a Secretaria Regional da Saúde.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos