Economia

Marca Açores contribui para a criação de riqueza e emprego

  • 18 de Março de 2019
  • 45 Visualizações, Última Leitura a 16 Junho 2019 às 02:38
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Sérgio Ávila Vice-presidente do Governo dos Açores. Ao longo dos últimos quatro anos a Região tem vindo a desenvolver a Marca Açores através da participação em diversos eventos regionais, nacionais e internacionais.

 

Que benefícios tem uma empresa que certifique os seus produtos com o selo “Marca Açores?

A Marca Açores assume-se desde o seu início, em janeiro de 2015, como uma marca territorial originária de uma Região que se caracteriza por um elevado nível de sustentabilidade ambiental e uma rigorosa preservação dos seus recursos endógenos.

A Marca Açores – Certificado pela Natureza trouxe uma garantia de origem aos produtos, bens e serviços dos Açores que os destaca dos demais e lhes induz um valor que isoladamente não teriam.

As empresas que aderem à Marca Açores, sejam as empresas de serviços, as do setor agroalimentar, de artesanato, de restauração, de comércio ou até da indústria da madeira, beneficiam de uma série de vantagens.

Desde logo a inclusão numa estratégia coletiva de promoção que abrange vários e diferentes canais, desde a comunicação institucional nos canais oficiais com toda a legislação subjacente à Marca e o catálogo Marca Açores sempre atualizado, à comunicação nas redes sociais através da divulgação das iniciativas da Vice-Presidência do Governo Regional dos Açores que integram a estratégia Marca Açores e das iniciativas privadas das mais de 180 empresas aderentes ao selo Marca Açores, à comunicação audiovisual com o programa Mundo Marca Açores e outras rúbricas mediáticas como o Negócios com Marca Açores, entre outras, e a possibilidade de integrarem inúmeros eventos como as feiras e missões empresarias (contempladas no Plano de Feiras e Missões Empresariais ) ou o Taste Azores, tendo sempre, em todas as fases um imprescindível apoio personalizado por parte dos gestores Marca Açores.

Todas as vantagens mencionadas traduzem um aumento de notoriedade e claro de vendas.

 

E o que ganha a região com essa certificação?

A imediata e simples identificação dos produtos com o selo Marca Açores e o conhecimento alargado dos métodos de produção que dão a estes produtos e serviços o “certificado pela natureza” é um dos meios que visa estimular a preferência do consumidor para os produtos regionais, contribuindo assim para o crescimento das produções, o que por sua vez, assegura a progressão das empresas açorianas na cadeia de valor, e se traduz na criação de mais riqueza e emprego em todas as ilhas dos Açores.

Aliás, a este propósito é importante referir que, de acordo com os últimos inquéritos realizados às empresas aderentes ao selo Marca Açores, conseguimos perceber que a marca possibilitou um crescimento significativo das vendas, cerca de 22% em 2017 e 18% em 2016 e quando as empresas ganham, toda a Região sai beneficiada.

 

Qual é a estratégia subjacente à criação da Marca Açores?

No passado, não havia uma imagem identitária estruturada dos Açores, associada a uma estratégia de promoção e comercialização que identificasse os produtos e os serviços da nossa Região.

O Governo dos Açores quando gerou a Marca Açores criou as condições para que as empresas pusessem valorizar os seus produtos e serviços, induzindo valor acrescentado e contribuindo fortemente para a promoção e a comercialização dos mesmos.

Valorizar o que é nosso, através da certificação de origem, com base nos recursos endógenos singulares e recorrendo à utilização de métodos de produção únicos, faz com que a nossa oferta seja especial e desperte interesse em novos clientes.

Pretendemos que a Marca Açores eleve a capacidade produtiva das nossa empresas, visando o alargamento da base económica de exportação, com um impacto francamente positivo na economia regional.

 

Como tem sido feita a divulgação e marketing da Marca Açores e em que mercados?

A aposta na estratégia Marca Açores e na promoção do consumo dos nossos produtos é uma missão continua que tem vindo a dar frutos e que continuará a ser trabalhada com o objetivo de valorizar os produtos açorianos, as suas características únicas e de alta qualidade, com o intuito de promover os Açores como uma Região de excelência e de elevada sustentabilidade.

Ao longo dos últimos quatro anos temos vindo a trabalhar a Marca Açores através de várias campanhas distintas. Tanto no mercado regional como nacional temos feito várias ações em parceria com a grande distribuição como o Grupo Insco, EMATER, Sonae, Makro, Auchan, o El Corte Inglés, temos também apostado na participação, em parceria com a CCIA (Câmara de Comércio e Industria dos Açores), em vários eventos com a presença ativa e direta das empresas aderentes ao selo Marca Açores como a Venda Açoriana, a Feira Açores ou o Taste Azores e, ao nível internacional, além da participação nos eventos do plano Açores Export temos feito uma aposta nas missões inversas, trazendo ao arquipélago potenciais compradores de mercados que para nós são prioritários como as Canárias, os Estados Unidos da América e o Canadá, mercados que valorizam a nossa oferta.

A divulgação e marketing da Marca Açores tem vindo a ser feita não só através da divulgação mediática das empresas e serviços que integram o Catálogo Marca Açores, mas sobretudo através de ações muito reais e concretas que possibilitam uma experiência do produto/ serviço e esta experiência funciona tanto para quem vende, como para quem compra e essa é, sem duvida, a melhor forma de dar a conhecer a Marca Açores.

Os resultados obtidos até agora estão conforme o inicialmente previsto?Os resultados obtidos superaram todas as expectativas, tanto ao nível do número de adesões, por parte das empresas, como ao nível do aumento de vendas das próprias empresas, após a sua adesão.

Assim sendo, atualmente existem 184 empresas aderentes e mais de 3143 produtos que são detentores do selo Marca Açores. Estes resultados representam, sem dúvida, a confiança das empresas regionais na Marca.

Os Açores atravessam um novo ciclo de desenvolvimento económico, um período de confiança em que as empresas e empreendedores investem em novos projetos, com um feito multiplicador em diversos sectores produtivos, potenciando ainda mais o aumento de emprego e da competitividade da economia açoriana.

A estratégia Marca Açores contribuiu muito para este novo ciclo económico e é uma harmoniosa conjugação de esforços e de iniciativas entre o setor privado e o público, incentivando fortemente o crescimento da produção regional e consequentemente as vendas.

 

Não há o risco de banalização do selo “Marca Açores” tendo em conta o número de produtos já certificados?

A Marca Açores certifica a origem e obedece a critérios legais específicos.

Temos de facto um número de produtos aderentes muito expressivo, mas este número é apenas representativo da nossa capacidade produtiva.

Conseguimos finalmente chegar a um momento em que toda a nossa produção, sobretudo no setor agroalimentar, deixou de estar confinada apenas ao setor dos lacticínios e conservas.

Conseguimos, nos últimos anos, trazer com mais força para as transações comerciais, todas as outras categorias de produção que se distinguem pela oferta ao nível da qualidade e do método de produção e que não eram valorizados como deviam.

Hoje, não só mantemos o excelente reconhecimento dos setores mais tradicionais, como garantimos que todos os outros setores, como o das bebidas, o dos frescos e perecíveis, o da mercearia, entre outros, são dignos da escolha do consumidor.

Além desta enorme mudança é preciso perceber que cada referência aderente ao selo Marca Açores conta como um produto, por exemplo, um iogurte de ananás da empresa y com o selo Marca Açores é um produto, outro iogurte também de ananás mas da empresa x é outro produto, ou seja, uma só empresa pode ter centenas de referências, isto é, produtos diferentes com o selo Marca Açores, certificamos produto a produto de acordo com a legislação em vigor e isso faz com que tenhamos de facto mais de 3 mil produtos certificados.

É importante perceber que quantidade e qualidade não são antagónicos e que neste caso concreto, o elevado número de produtos aderentes ao selo Marca Açores, não é nem deve ser considerado banal.

Certificamos origem e a realidade é que temos, neste momento, nas nossas nove ilhas, uma produção diversificada e muito rica.


Fonte: Açoriano Oriental

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos