Economia

Candidaturas ao Competir+ representam investimentos de 475 ME

  • 27 de Fevereiro de 2019
  • 63 Visualizações, Última Leitura a 16 Setembro 2019 às 10:22
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As 1100 candidaturas realizadas ao abrigo do sistema de incentivos Competir+ representam um investimento global de cerca de 475 milhões de euros e a criação de mais de dois mil postos de trabalho, deu ontem nota o presidente do Governo dos Açores.

Citado por uma nota do gabinete de comunicação do executivo regional, Vasco Cordeiro manifestou a convicção que “estes números são a prova desta adesão massiva por parte das empresas regionais ao Competir+”.

O governante, que falava aos jornalistas no primeiro dia da visita estatutária à ilha da Graciosa, salientou que estes instrumentos públicos de apoio ao investimento privado contribuem para a criação de condições para a satisfação das necessidades concretas dos açorianos.

Pouco antes, o presidente do Governo Regional anunciou que, este ano, serão investidos mais de um milhão de euros em contratos para a preservação das paisagens tradicionais dos Açores, abrangendo mais de 400 beneficiários e uma área superior a 700 hectares em várias ilhas.

“Nós consideramos que aqui, na Graciosa, e por todas as ilhas da nossa Região, um dos grandes ativos que temos, do ponto de vista do nosso desenvolvimento futuro, é o património natural”, afirmou.

Estes apoios, esclarece a mesma nota, integram-se no sistema de incentivos disponibilizado pelo executivo açoriano à manutenção de paisagens tradicionais integradas em áreas classificadas em toda a Região, designadamente as paisagens de vinha e pomares em currais, em fajãs costeiras e em socalcos nas várias ilhas.

Segundo disse, estes contratos permitem, assim, preservar as paisagens tradicionais fundamentais para o desenvolvimento e reforço do setor turístico, através de verbas próprias da Região que são direcionadas para este objetivo.

“Nós estamos a conjugar, mediante estes contratos, vários interesses: o interesse de quem tem as parcelas de terreno e o interesse da Região de ter, para além da produção, um território que se torna apelativo”, disse.

Na manhã de hoje, o presidente do Governo dos Açores vai estar de visita à Furna do Enxofre, na Caldeira da Graciosa, em São Mateus, e, depois, estará presente na cerimónia de autorização de onze processos de reabilitação de habitação degradada, na Biblioteca Municipal, em Santa Cruz.

À tarde, o governante estará na cerimónia de apresentação do projeto e a assinatura do acordo de parceria para implementação da “Quinta Mágica”, no âmbito do Orçamento Participativo dos Açores.

O segundo dia da visita estatutária termina com a reunião do Conselho do Governo.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos