Economia

30 empresas açorianas promovem exportação no SISAB em Lisboa

  • 13 de Fevereiro de 2019
  • 67 Visualizações, Última Leitura a 16 Setembro 2019 às 10:11
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Marisa Toste Vogal do Conselho de Administração da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores conta que as empresas vão aproveitar o SISAB para lançar novos produtos.


Como é que está a ser preparada a participação das empresas açorianas no SISAB (Salão Internacional do Setor Alimentar e Bebidas)?

A preparação está a decorrer de forma muito positiva. Este ano vamos contar com 30 empresas açorianas e são todas aderentes à Marca Açores.

O processo de seleção das empresas foi efetuado por convite, endereçado pela SDEA e Câmara de Comércio e Indústria dos Açores, com o objetivo de conhecer o interesse em participar no SISAB.

Recebemos todas as propostas e efetuámos uma seleção de 30 empresas, porque é o número equilibrado de empresas para o nosso espaço no evento.

Vamos participar com uma estratégia global dos Açores, com um stand da Região, com espaços divididos, individualmente, para as 30 empresas participantes.

Nesse espaço cada empresa pode expor os seus produtos e proceder às negociações com os potenciais compradores. As empresas estão satisfeitas com o espaço e modelo de participação.

As empresas selecionadas são dos laticínios, carne, peixes, conservas, licores, compotas, vinhos, chá e doces tradicionais.

Estes são os setores que apresentam maior capacidade de exportação. Esta será a 24.º edição do SISAB e os Açores participaram desde o início nesta feira.

É uma feira com resultados positivos para os empresários, contribuindo para a promoção dos produtos da Marca Açores, permitindo ainda consolidar uma posição no mercado e abrir portas a novos negócios.

Tem conhecimento do número de exportadores e países representados no SISAB?

Vão estar presentes cerca de 500 empresas nacionais e 1700 compradores provenientes de 110 países.

É uma plataforma muito interessante para encontrar novos negócios.

Este é o maior evento nacional para promover a exportação?

Sim. O SISAB é considerado o maior evento para as empresas que pretendem promover a exportação. As empresas aproveitam este evento para lançarem novos produtos.

 

Considera que esta é uma boa estratégia?

Sim. Este é um momento aproveitado pelas empresas para lançarem novos produtos e estabelecerem novas parcerias.

Sabemos que as empresas vão apresentar novos produtos durante a feira, mas não vamos revelar quais são as empresas.

Deixaremos essas novidades serem conhecidas durante o SISAB.

 

Os Açores participam no SISAB desde o início. Sente que existe uma motivação diferente das empresas açorianas ao longo dos últimos anos?

O SISAB é uma das muitas feiras anuais, contempladas no plano de feiras e missões internacionais. Este é o evento onde levamos o maior número de empresários.

Esta é uma feira que vai contribuir para o crescimento das exportações e está alinhada a 100 por cento com a estratégia da Marca Açores.

A Marca Açores, quando foi criada, tinha o objetivo de promover a Região.

Atualmente, sabemos que contribui, sem dúvida nenhuma, para o desenvolvimento económico dos Açores porque contribui para o aumento das vendas.

Este projeto garante a promoção global dos Açores, destacando as características mais distintivas dos açorianos.

Esta marca resulta do povo açoriano.

É uma marca muito territorial. Nós sentimos muito orgulho nesta marca, como os empresários.

A prova está no aumento de 22 por cento das vendas, mas também no aumento do número de empresas que aderiram à Marca Açores.

Atualmente existem 187 empresas e mais de três mil e cem produtos e serviços com o selo da Marca Açores.

 

O criador do SISAB, Carlos Morais, faleceu o ano passado na sequência de um acidente de viação. Vai ser realizada alguma homenagem a este homem visionário que abriu as portas da exportação para muitas empresas?

Sim. Carlos Morais era uma pessoa que sempre trabalhou para promover as empresas portuguesas e demonstrava um carinho especial para com as empresas açorianas.

Sempre fomos acolhidos de forma muito generosa. Participamos no SISAB há muitos anos e sempre teve um lugar especial para as nossas empresas.

Tendo em conta todo o trabalho desenvolvido por Carlos Morais, a sua equipa e família, vamos prestar uma homenagem no dia 25 de fevereiro (primeiro dia do SISAB), com declarações da sua esposa que vai falar do contributo que o seu marido promoveu para o desenvolvimento das empresas nacionais.

Carlos Morais é um senhor que merece todo o nosso respeito e carinho.

 


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos