Economia

Empreendedorismo jovem já representa 25 milhões de euros de investimento na Região

  • 21 de Dezembro de 2018
  • 24 Visualizações, Última Leitura a 19 Janeiro 2019 às 16:21
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Vice-Presidente do Governo revelou hoje, na Ribeira Grande, que o investimento de empreendedores jovens, alavancado por apoios específicos à incubação de empresas e pelo sistema de incentivos Competir+, já representa 25 milhões de euros.

“Este ecossistema de apoio às novas empresas fez com que, no âmbito do empreendedorismo jovem, existam investimentos aprovados no âmbito do sistema de incentivos de 25 milhões de euros, o que representa a criação de 359 novos postos de trabalho”, salientou Sérgio Ávila.

No âmbito desse ecossistema, o governante salientou a aposta na Rede de Incubadoras de Empresas dos Açores (RIEA), enquanto “projeto estruturante” para o desenvolvimento do arquipélago e que o Governo Regional decidiu, fase à evolução da economia, alargar à iniciativa privada.

Nesse sentido, Sérgio Ávila atribuiu o “maior significado” à assinatura do protocolo de adesão do Centro Empresarial dos Açores à RIEA, que passa a ter “sete incubadoras na Região a funcionar em plena atividade”, quatro públicas e três privadas, com 87 empresas instaladas no total.

As quatro incubadoras públicas são a Praia Links, da Câmara Municipal da Praia da Vitória, a GO ON, da associação NONAGON, a Startup Angra, da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, e a Azores CraftLab, do Centro Regional de Apoio ao Artesanato.

Os três centros de negócios são o CEmp - Centro Empresarial dos Açores, na Ribeira Grande, o One SolMar Business Centre e o UnOffice, em Ponta Delgada.

Sérgio Ávila salientou que os centros de incubação permitem “alojar e apoiar as empresas numa primeira fase”, designadamente ao nível da redução de custos, contribuindo para a sua consolidação.

No âmbito das medidas de apoio específico às novas empresas, o titular da pasta da Competitividade salientou a criação do Vale Incubação, que permite a atribuição de um apoio até 10 mil euros a cada empresa que se instale numa das incubadoras da RIEA.

Este vale destina-se a ser utilizado exclusivamente na contratação de serviços especializados, nomeadamente de assistência e consultoria nas áreas da gestão, marketing, assessoria jurídica, desenvolvimento de produtos/serviços ou financiamento, prestados por empresas que integrem a bolsa para fornecimento de serviços especializados às 'startup'.

Sérgio Ávila destacou ainda, complementarmente, a criação do Vale PME digital, de mais 10 mil euros, para as empresas açorianas que estejam inscritas na Plataforma 'Distinção PME Digital' e pretendam adquirir serviços de desenvolvimento de tecnologias digitais a prestadores de serviços especificamente acreditados para o efeito.


Fonte: GaCS

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos