Economia

Número de edifícios licenciados continua a aumentar

  • 15 de Dezembro de 2018
  • 37 Visualizações, Última Leitura a 21 Abril 2019 às 22:23
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O número de edifícios licenciados na Região Autónoma dos Açores tem vindo a aumentar desde o primeiro trimestre de 2017, sendo que o terceiro trimestre face ao período homólogo cresceu 32 por cento, para 202 edifícios, divulgou ontem o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados disponibilizados, no primeiro trimestre de 2017 registou-se um crescimento de 15,5%, sendo que nos trimestres anteriores se havia registado quedas no número de licenciamentos.

No período entre julho e setembro deste ano, o INE mostra que foi nos edifícios licenciados para construções novas que se registou o maior acréscimo, ou seja, de 30,8% face a igual período de 2017.

Já no licenciamento para reabilitação observou-se um aumento de 22 por cento, perfazendo um total de 50 edifícios.Refira-se que no segundo trimestre se tinha registado um aumento de 61,7%, num total de 76 licenciamentos para reabilitação.

Segundo o INE, no terceiro trimestre de 2018, o número total de edifícios concluídos registou um acréscimo de 16% face ao 3º trimestre de 2017.

Neste período estima-se que tenham sido concluídos 174 edifícios nos Açores, correspondendo na sua maioria a construções novas (66%), das quais 68% tiveram como destino a habitação familiar.

No total do país, no terceiro trimestre deste ano o número de edifícios licenciados cresceu 16,3% face ao período homólogo (+20,3% no 2º trimestre de 2018), correspondendo a 5,3 mil edifícios.

Nos edifícios licenciados para construções novas, registou-se um acréscimo de 18,6% (+21,3% no segundo trimestre de 2018), enquanto no licenciamento para reabilitação se registou um aumento de 6% (+18,9% no segundo trimestre de 2018).

Os edifícios concluídos registaram um acréscimo de 12,3% (+17,9% no 2º trimestre de 2018) perfazendo 3,9 mil edifícios.

Comparativamente com o trimestre anterior, o número de edifícios licenciados decresceu 7,7% (+5,9% no segundo trimestre de 2018) enquanto nos edifícios concluídos se observou uma variação de +8,2% (+3% no segundo trimestre de 2018).

Numa análise por regiões, verifica-se que todas apresentaram variações positivas face ao período homólogo nos edifícios licenciados.

Segundo o INE, as variações mais elevadas registaram-se na Região Autónoma da Madeira (+41,1%), Região Autónoma dos Açores (+32%) e Área Metropolitana de Lisboa (+23,6%).

A variação homóloga mais baixa foi observada na região do Alentejo (+10,2%). Também no licenciamento para construções novas, todas as regiões apresentaram variações homólogas positivas, com o INE a destacar a Região Autónoma da Madeira (+54,8%), a região do Algarve (+31,9%) e a Região Autónoma dos Açores (+30,8%).

No licenciamento para reabilitação de edifícios, o Alentejo e o Norte apresentaram variações homólogas negativas: -10,5% e -2,8%, respetivamente.

As restantes regiões apresentaram variações homólogas positivas, tendo sido registadas as variações mais elevadas na Área Metropolitana de Lisboa (+27,7%) e na Região Autónoma da Madeira (+25%).


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos