Economia

Aprovada reprogramação do PO Açores 2020

  • 10 de Dezembro de 2018
  • 120 Visualizações, Última Leitura a 18 Junho 2019 às 18:44
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Investimento privado e área do ambiente são os setores mais beneficiados com reprogramação do PO Açores 2020.

O vice-presidente do Governo dos Açores manifestou satisfação com o anúncio feito pela Comissária Europeia da Política Regional, Corina Cretu, a propósito da aprovação dos Programas Operacionais do Portugal 2020, no qual se inclui o PO AÇORES 2020.

“Foi com enorme satisfação que confirmamos a aprovação da reprogramação financeira do PO AÇORES 2020”, afirmou Sérgio Ávila, sustentando que “esta reprogramação veio dotar setores estratégicos com reforço financeiro que irá permitir aumentar o desenvolvimento destas áreas”.

“No caso das empresas, a alocação de mais recursos financeiros são direcionados para os sistemas de apoio ao investimento e a externalidades para as empresas, incluindo a promoção e divulgação dos Açores nos mercados externos”, frisou.

Para o vice-presidente do Governo, a alocação de mais recursos “também é dirigida para investimentos ao nível das infraestruturas básicas de saneamento, reabilitação urbana, património natural e cultural e também para a prevenção e gestão de riscos ambientais, designadamente ao nível da prevenção da orla costeira e da regularização da rede hidrográfica da Região”.

Por outro lado, esta reprogramação orienta igualmente recursos financeiros adicionais para o que se designa de valorização do capital humano, ou seja, “para a formação profissional e para os processos de aprendizagem ao longo da vida”.

O movimento financeiro global de reforço daquelas áreas estratégicas de desenvolvimento regional atinge cerca de 50 milhões de euros, os quais são provenientes de ajustamentos existentes no quadro financeiro global que permitiram a origem de fundos para os reforços propostos, já aprovados pela Comissão Europeia.

Sérgio Ávila sublinhou o facto de o processo de reprogramação ter culminado um procedimento “intenso de negociação entre os responsáveis da Região, no âmbito da gestão dos programas operacionais e os serviços da Comissão Europeia, onde pontuou o espírito de colaboração entre estas entidades” e que se efetivou “neste excelente resultado final”.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos