Economia

Governo inicia debate com anúncio de medidas

  • 28 de Novembro de 2018
  • 71 Visualizações, Última Leitura a 23 Março 2019 às 21:12
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O vice-presidente do Governo dos Açores anunciou ontem, na apresentação inicial da proposta de Plano e Orçamento para 2019 no parlamento regional, um conjunto de medidas dirigidas às empresas, à formação de ativos e ao reforço da empregabilidade jovem.

Assim, com o objetivo de acelerar a transformação digital nas empresas açorianas, Sérgio Ávila revelou que no âmbito do sistema de incentivos Competir+ será introduzida uma majoração, na componente não reembolsável dos apoios a conceder, para projetos que apresentem elevados índices de desmaterialização de processos e de introdução da indústria 4.0.

Também no próximo ano será iniciado o projeto ‘A Caminho do Cluster Digital Açores’, com o objetivo de impulsionar o setor das Tecnologias de Informação, envolvendo entidades do setor público e privado e a academia açoriana, assim como o projeto ‘Startup Universitário’, que tem por objetivo interligar os alunos universitários, em fase de conclusão da sua formação, com os bolseiros de investigação da Universidade dos Açores.

O vice-presidente comunicou ainda o lançamento do programa ‘Desafios StartUp Açores’ que pretende apoiar as empresas em início de atividade a conseguirem prestar mais serviços, a empresas regionais já consolidadas no mercado.

Em 2019, será ainda reforçado o investimento na formação e qualificação dos trabalhadores açorianos e, para tal será lançado um programa de formação dos ativos das empresas, disponibilizando 2,2 milhões de euros para financiar a formação e qualificação de 18 mil açorianos que se encontram a trabalhar.

Já a pensar nos jovens entre os 18 e os 29 anos, Sérgio Ávila anunciou o reforço da empregabilidade com a criação do programa ‘Inovar’.

O vice-presidente comunicou ainda a criação do programa ‘Movemprego’, que irá contribuir para a mobilidade interna de recursos humanos, a coesão territorial e o aumento da competitividade das empresas em todas as ilhas.

E para acelerar a integração, foi apresentada a implementação do Plano de Estágios Profissionais de Integração Contínua, com o objetivo de complementar e aperfeiçoar competências específicas a cada profissão e setor de atividade e facilitar a integração desses açorianos nas empresas.

No seu discurso, Sérgio Ávila afirmou ainda que é “tempo de prestar contas”, prometendo um novo ano de “consolidação do desenvolvimento económico e social”.

Esta prestação de contas, referiu Sérgio Ávila, é feita no início da segunda metade do mandato do executivo socialista do arquipélago.

Segundo o governante, os dados económicos apontam para que em 2015 e 2016 a economia regional tenha registado “um crescimento superior à média nacional”.

Em 2017, prosseguiu, “o crescimento da economia açoriana voltou a acelerar face ao ano anterior, tendo o Produto Interno Bruto (PIB), indicador que releva a evolução da economia e da produção de riqueza, ultrapassado, pela primeira vez, os quatro mil milhões de euros”.

“A consolidação deste crescimento económico tem sido reforçada nos primeiros nove meses deste ano, conforme demonstram todos os indicadores de produção, rendimento e consumo”, acrescentou.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Cinco? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos