Economia

Região marca presença na Web Summit para atrair investimentos

  • 5 de Novembro de 2018
  • 15 Visualizações, Última Leitura a 16 Novembro 2018 às 11:30
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os Açores vão estar presentes na Web Summit com um stand próprio com o objetivo de promover a Região enquanto destino favorável ao investimento em novas tecnologias.

Esta participação na Web Summit, que decorre entre hoje e quinta-feira, na FIL e na Altice Arena em Lisboa, é uma iniciativa da Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Empresarial e faz parte do projeto ‘Invest In Azores’, que visa “a promoção dos Açores como destino de grande potencial para o estabelecimento de empresas de base tecnológica”, revela nota do executivo regional.

Assim a presença na maior cimeira tecnológica do mundo “pretende colocar no radar dos investidores as oportunidades e condições ímpares que os Açores têm para o desenvolvimento das novas tecnologias, dar a conhecer a estratégia regional e permitir a um conjunto de entidades açorianas que mostrem perante milhares de pessoas os seus produtos e serviços, que, de outra forma, seria difícil de terem acesso”, afirmou o vice-presidente do Governo Sérgio Ávila, citado na mesma nota.

Nesse sentido é destacado que a participação dos Açores na Web Summit, com um stand próprio, se insere “na estratégia de captação de investimento que foi definida, a qual contempla projetos como o Terceira Tech Island, que já conta com várias empresas internacionais instaladas na Praia da Vitória que incorporam programadores formados na ilha, ou iniciativas como a Rede Regional de Incubadoras de Empresas, o Concurso Regional de Empreendedorismo e o Empreende Jovem, que integra o sistema de incentivos à competitividade empresarial Competir+”.

Desta forma integram a participação dos Açores a StartUp Angra, as incubadoras Go-On, do Nonagon, e Maidot, da Praia Links, o Terinov e startups de base tecnológica, como a Eyecon, Bluegrowth, NativePixel, BenefitSucess, Infinitum e AZR – Crypto Blachain, Sciencentris.

“Estas incubadoras e empresas foram concebidas ou iniciaram a sua atividade em novas áreas e ideias de negócio no âmbito das políticas de fomento ao empreendedorismo implementadas pelo Governo dos Açores”, destacou Sérgio Ávila.

A cimeira tecnológica, de inovação e de empreendedorismo Web Summit nasceu em 2010 na Irlanda e mudou-se em 2016 para Lisboa, devendo permanecer até 2028 no Altice Arena (antigo Meo Arena) e na Feira Internacional de Lisboa (FIL), em Lisboa.

No primeiro ano a cimeira trouxe à capital portuguesa 53 mil pessoas de 166 países, 15 mil empresas, 7000 presidentes executivos, 700 investidores de topo e 2000 jornalistas internacionais.

No ano passado, estes números subiram, para um total de 60 mil participantes de 170 países, 1200 oradores, duas mil ‘startups’, 1400 investidores e 2.500 jornalistas.

Já nesta terceira edição do evento em Portugal são esperados cerca de 70 mil participantes de mais de 170 países.Ontem presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, desejou que os 70 mil participantes aproveitem da melhor maneira o evento.

“Esta é a maior junção de empreendedores de todo o mundo. Temos pessoas de todo o lado, do Líbano a Andorra. Espero que toda a gente passe um grande momento”, afirmou o cofundador da Web Summit.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos