Economia

SATA vai contratar entre 20 a 24 tripulações para 2019

  • 16 de Outubro de 2018
  • 42 Visualizações, Última Leitura a 16 Novembro 2018 às 11:45
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O presidente do conselho de administração da SATA revelou ontem que a companhia aérea está a realizar um concurso interno e externo para recrutamento de 20 a 24 tripulações de forma a assegurar a operação em 2019.

“Estamos a contratar cerca de 20 a 24 tripulações que é o que temos estimado como as necessidades prementes para funcionar sem grande preocupações no próximo ano”, afirmou António Luís Teixeira na cerimónia de batismo do segundo A321neo da Azores Airlines, realçando que com esta nova frota todas as aeronaves terão “características muito similares” o que permitirá “uma melhor coordenação entre as tripulações e uma melhor eficiência ao nível das suas substituições”.

Num balanço aos dois primeiros meses à frente da companhia aérea, o responsável da SATA voltou a realçar que o futuro da empresa passa pela sua viabilização.

“O futuro da SATA passa pela sua viabilização, como eu disse desde o início. Estamos a fazer uma reestruturação financeira da empresa que esperamos comece até meados de novembro, com um financiamento que será efetuado brevemente.

Estamos a proceder também à nomeação de uma nova equipa para a operação dos voos que terá como um dos seus objetivos tornar a SATA numa empresa mais eficiente na utilização dos seus equipamentos. (...)

Por último, já fizemos a verticalização de duas grandes direções - a comercial e de recursos humanos - e continuamos a trabalhar para evitar redundâncias e aumentar a capacidade produtiva”, elencou.

Por outro lado, o presidente da SATA afirmou que nesta reestruturação não estão previstos despedimentos, tendo explicado que “nenhuma medida está estudada nem analisada”, explicando que numa primeira fase será analisado “quais os trabalhadores que podem ser reenquadrados dentro da empresa e em que outras funções existe alguma procura”.

Nesse sentido, referiu que o grupo SATA vai analisar ainda quantos trabalhadores estão em condições de avançar para a reforma, havendo que ter em conta as alterações das regras de aposentação que serão introduzidas com o Orçamento do Estado de 2019.

“Tenho muita confiança que esta empresa irá alcançar os seus objetivos e irá continuar a ser o principal elo de ligação entre Portugal Continental e os Açores e entre os Açores e a Diáspora”, frisou.

António Luís Teixeira revelou ainda que está a aguardar o parecer jurídico sobre a proposta apresentada pela Icelandair para a aquisição de 49% da Azores Airlines, ainda sem revelar datas para um eventual desfecho deste negócio.

“Estamos a aguardar o parecer jurídico que deveremos receber em princípio esta semana ou na próxima para depois se ver quais os próximos passos a tomar relativamente a esse processo”, adiantou.

Durante a cerimónia de batismo do segundo Airbus A321neo da Azores Airlines, a secretária regional dos Transportes e Obras Públicas realçou que a a entrada ao serviço dos Airbus A321neo vem dotar a transportadora aérea açoriana de maior eficiência operacional, pois estas aeronaves permitem, entre outras mais-valias, baixos consumos de combustível, redução de emissões de carbono e maior flexibilidade de gestão de frota.

Refira-se que, com a entrada ao serviço do segundo A321neo, que teve lugar em abril, a Azores Airlines continua a renovação programada da sua frota de médio e longo curso a operar em rotas como os EUA e Canadá, numa modernização de equipamentos que, para Ana Cunha, se reveste de vital importância, quer para a SATA, quer para a Região Autónoma dos Açores.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos