Economia

Bruxelas apresenta estratégia para criar 5,6 milhões de empregos

  • 3 de Março de 2010
  • 186 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 07:51
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Comissão Europeia anuncia hoje o seu novo plano de relançamento económico, com vista a alcançar uma progressão anual do PIB de 2% e criar 5,6 milhões de postos de trabalho até 2020.

O Executivo comunitário, liderado por Durão Barroso, prepara-se para apresentar o seu novo plano económico para a próxima década, uma das prioridades da presidência espanhola para este semestre, e que deverá substituir a fracassada estratégia de Lisboa, que se propunha a converter a União Europeia na economia mais competitiva do mundo em 2010.

A Comissão vai sugerir o reforço de mecanismos de cooperação económica entre os Estados-membros, através de medidas que exerçam um maior controlo das reformas e o envio de recomendações aos países incumpridores, incluindo alertas para modificarem a sua política económica, como se fez recentemente com a Grécia.

O seu novo plano centra-se em cinco objectivos: aumentar a taxa de emprego na população entre os 20 e os 64 anos dos actuais 69% para 75% até 2020; reforçar o investimento em investigação, desenvolvimento e inovação de 2,9% para 4% do PIB; incluir na sua estratégia os objectivos já estabelecidos na luta contra as alterações climáticas (redução das emissões de CO2 em 20%, poupança energética de 20% e quota de renováveis de 20%); reduzir a taxa de abandono escolar da média actual de 15% para menos de 10% até 2020, e, por último, reduzir o número de pessoas que vivem no limiar da pobreza em 25% nos próximos 10 anos, o que significaria melhorar as condições de vida de cerca de 28 milhões de pessoas.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos