Economia

Governos da zona euro querem acabar com poder das agências de ‘rating’

  • 3 de Março de 2010
  • 212 Visualizações, Última Leitura a 25 Setembro 2017 às 08:07
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os governos dos dezasseis países da zona euro querem acabar com a domínio das agências internacionais de notação financeira, através de novas funções do Banco Central Europeu (BCE), escreve hoje a imprensa alemã.

O jornal Handelsblatt, que cita fontes próximas do Conselho de Ministros das Finanças da União Europeia (UE), diz que o Banco Central Europeu (BCE) deverá estabelecer um departamento próprio para avaliar o risco de crédito relativo aos países membros.

A zona euro teria, assim, uma alternativa às principais agências de 'rating', como a Fitch, Moody's e a Standard e Poors, salienta o Handelsblatt.

Um porta-voz do BCE disse à agência noticiosa France Press que o banco central não tinha nenhum comentário a fazer sobre a notícia.

O Handelsblatt cita uma fonte não identificada do Conselho de Ministros das Finanças da UE que disse que as agências de notação financeira "falharam completamente no caso da Lehman", o banco de investimentos norte-americano que faliu em 2008.

A falência do banco influenciou a economia global na pior recessão das últimas seis décadas.

A criação de uma classificação de 'rating' por parte do BCE exigiria 10 a 20 técnicos do banco central para investigarem as operações à escala da económica global, assinala o jornal.

Mas o calendário para esta medida é, por enquanto, incerto porque a crise da dívida grego veio atrasar os trabalhos e a constituição de uma nova agência de notação poderia desestabilizar ainda mais os mercados, acrescentou o Handelsblatt.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos