Economia

Número de desempregados registados cai 10,8% em julho

  • 22 de Agosto de 2018
  • 69 Visualizações, Última Leitura a 18 Abril 2019 às 20:25
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O número de desempregados registados nos centros de emprego dos Açores baixou 10,8% em julho face ao mesmo período de 2017 para 7938, segundo dados divulgados ontem.

De acordo com dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), o total de desempregados registados em julho nos Açores foi inferior ao do mesmo mês de 2017, havendo menos 960 inscrições, o equivalente a uma descida de 10,8%.

A mesma tendência registou-se em termos mensais, com o número de desempregados inscritos a baixar 0,9%, o equivalente a menos 72 registos.

A nível regional, comparando com o mês de julho de 2017, o desemprego registado diminuiu em todas as regiões do país, destacando-se, com as descidas percentuais mais acentuadas, as regiões do Alentejo (-24%), Centro e Algarve (-22,3%).

Já no total do país, no final do mês de julho, estavam registados, nos Serviços de Emprego do Continente e Regiões Autónomas, 330.587 indivíduos desempregados, número que representa 66,5% de um total de 497.211 pedidos de emprego.

Segundo o IEFP, o total de desempregados registados no país foi inferior ao verificado no mesmo mês de 2017 (-85.688; -20,6%), tendo-se verificado o mesmo sinal em relação ao mês anterior (-1 808; -0,5%).

Para o vice-presidente do Governo, citado em nota do executivo regional, estes dados “confirmam a trajetória que os Açores têm vindo a verificar nos últimos anos, de redução significativa do número de desempregados inscritos nos centros de emprego e de criação sustentada do emprego”.

“O número de inscritos baixou 11% no último mês, o que corresponde, de acordo com os dados hoje [ontem] publicados pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional, a um novo mínimo tendo em conta os últimos sete anos”, afirmou Sérgio Ávila.

Por outro lado o governante destacou o facto de relativamente à criação de emprego, verificou-se novamente um aumento face ao mês homólogo.

“Segundo os dados agora divulgados, as colocações, ou seja, as respostas a ofertas de trabalho, subiram 18%, verificando-se também um aumento de 23% nos pedidos de novos postos de trabalho por parte das empresas e outras entidades”, frisou o titular da pasta do Emprego.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos