Economia

Mais passageiros desembarcados ainda que menos tenham origem no estrangeiro

  • 10 de Julho de 2018
  • 41 Visualizações, Última Leitura a 18 Novembro 2018 às 05:42
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

No primeiro semestre deste ano, registou-se um crescimento de 2,8 por cento no total de passageiros desembarcados nos Açores, face ao mesmo período de 2018, sendo que o número de viajantes com origem no estrangeiro caiu 0,6%.

De acordo com os dados ontem divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA), entre janeiro e junho deste ano desembarcaram no arquipélago 710.471 passageiros aéreos.

Este valor representa mais 19.345 passageiros desembarcados, ou seja, um aumento de 2,8% face ao mesmo período de 2017.

Em relação à origem dos passageiros, verifica-se uma queda no número de passageiros provenientes do estrangeiro, menos 465 que em igual período de 2017, e um aumento de 3,5% nos passageiros desembarcados em voos interilhas e de 3% nos territoriais.

Já numa análise ao segundo trimestre verifica-se o registo de um crescimento homólogo de 0,5%, enquanto no primeiro trimestre se havia registado um crescimento de 2,8 %.

Por ilhas, o Corvo salienta-se por ter sido aquela que apresentou maior variação homóloga positiva nos segundo e primeiro trimestres de 2018 de 35,5% e 22,4% respetivamente, seguida do Pico e de Santa Maria, acrescenta ainda o SREA.

Já em relação ao mês de junho, os dados agora disponibilizados revelam que desembarcaram nos aeroportos dos Açores 164.509 passageiros, o que revela um aumento de 1,2% face ao mesmo mês de 2017.

Durante o mês de junho, os passageiros desembarcados com origem no estrangeiro foram 23.865, originando um decréscimo homólogo de 10,1%, revela o SREA.

Assim no mês passado registaram-se menos 2680 passageiros desembarcados com origem em voos internacionais.Já com origem noutras regiões do território nacional atingiram 71.279, apresentando uma variação homóloga positiva de 0,9%.

Por sua vez a ilha com maior número de passageiros desembarcados no mês de junho de 2018 foi a de São Miguel com 94.998, seguida da Terceira com 33.871 e Faial com 12.840.

No entanto, a ilha que apresentou maior crescimento homólogo foi, mais uma vez, a do Corvo com 36,9%, seguindo-se Santa Maria com 21,6%, Pico com 7,9%, Faial com 5,9%, Flores com 4,1%, Graciosa com 3,6% e São Miguel com 7,0%.

Em sentido inverso, as ilhas Terceira e São Jorge registaram decréscimos homólogos de 3,3% e 1,6%, respetivamente.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos