Economia

Terceira vai monitorizar objetos no espaço

  • 20 de Junho de 2018
  • 108 Visualizações, Última Leitura a 25 Agosto 2019 às 05:42
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os Açores terão em funcionamento até ao primeiro trimestre de 2019 um centro de dados, integrado no centro nacional de operações SST (Space Surveillance Tracking), que visa monitorizar objetos no espaço.

“Esta localização no meio do Atlântico representou de facto uma vantagem competitiva e corresponde àquilo que é a vontade e a prática do Governo: valorizar tanto quanto possível a Região Autónoma dos Açores”, disse o ministro da Defesa Nacional.

Azeredo Lopes falava, em declarações aos jornalistas, após visitar o parque de ciência e tecnologia da ilha Terceira, TERINOV, onde ficará instalado o centro de dados.

Segundo o governante, este projeto tem a ambição de “qualificar cada vez mais Portugal como país produtor de ciência e de conhecimento”.

“O conhecimento sobre o espaço é algo que tem uma importância muito relevante do ponto de vista da defesa e da segurança e é algo que tem uma não menos importância do ponto de vista da ciência e da tecnologia”, frisou.

Azeredo Lopes destacou este projeto e o Centro de Defesa do Atlântico, que será instalado na base das Lajes, como “apostas muito qualificadas do ponto de vista do conhecimento, da tecnologia e da qualificação do emprego”.

“Estamos a falar de um investimento importante do ponto de vista do emprego. Em velocidade de cruzeiro, este centro terá em torno de 20 pessoas a trabalhar muito qualificadas do ponto de vista da formação e da exigência do perfil profissional”, realçou, referindo-se ao centro de dados.

Portugal integrará, junto com Polónia e Roménia, um consórcio europeu criado em 2014 por Alemanha, França, Itália, Espanha e Inglaterra, para garantir a monitorização do espaço europeu.

Segundo o coordenador da Estrutura de Missão dos Açores para o Espaço, Luís Santos, a assinatura da integração no consórcio deverá ocorrer “na primeira quinzena de setembro”, estando prevista a entrada em funcionamento do centro de dados “até ao final do primeiro trimestre do ano que vem”.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos