Economia

Proposta de Bruxelas mantém apoios comunitários para as pescas

  • 14 de Junho de 2018
  • 41 Visualizações, Última Leitura a 19 Outubro 2018 às 08:45
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Os Açores vão ter, pela primeira vez, um envelope financeiro próprio, segundo a proposta da Comissão Europeia para o próximo quadro comunitário 2021-2027.

Quem o diz é o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, que se congratula com o facto. “De acordo com a proposta apresentada, os montantes mínimos a atribuir pelos Estados-Membros às Regiões Ultraperiféricas (RUP) são definidos no regulamento do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas”, salientou Gui Menezes - citado numa nota do GACS -, ressalvando que “esta é uma das grandes alterações no que respeita à aplicação dos fundos europeus para as pescas, beneficiando as RUP”.

Apesar da proposta da Comissão Europeia prever um corte de cerca de 5% para o setor das pescas em relação ao atual quadro comunitário, “os Açores, tal como as outras RUP - evidenciou - não serão afetados”.

No caso dos Açores e da Madeira, o montante ascende a 102 milhões de euros, correspondendo ao valor indicativo negociado pelas Regiões Autónomas, a nível nacional, para o período 2014-2020.

“As RUP poderão alocar o máximo de 50% deste montante ao financiamento dos Planos de Compensação, ou seja, 51 milhões de euros, o que significa que o envelope financeiro do Posei-Pescas poderá vir a crescer”, afirmou.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos