Economia

Cultura de Próteas da Região com grande dimensão

  • 24 de Fevereiro de 2010
  • 223 Visualizações, Última Leitura a 26 Setembro 2017 às 02:10
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Durante a apresentação do livro “Próteas dos Açores” o secretário regional da Agricultura e Florestas, Noé Rodrigues, revelou que os Açores são a segunda região europeia na produção de próteas.

Revelando que a região exportou em 2008/2009 mais de dois milhões de hastes de próteas, Noé Rodrigues certificou que a publicação desta obra será fundamental para a sua cultura e que vem mostrar o que se tem feito em favor desta cultura na região.

Realizada a apresentação nas instalações da FRUTER, Associação de Produtores de Frutas, de Produtos Hortícolas e Florícolas da Ilha Terceira, o secretário regional aproveitou o momento para felicitar e agradecer àquela cooperativa, aos seus técnicos e sócios avaliando de um forma muito positiva o trabalho desta pelo facto de terem “uma boa organização de mercado”.
 
Livro com trabalhos experimentais

O livro da autoria de António Domingues e de Carlos Ormonde, técnicos da FRUTER, tem como objectivo servir de ferramenta útil para quem está a iniciar esta actividade e ser uma ajuda para todos os produtores associados.

Fazendo um historial da produção desta espécie de planta decorativa na região, a obra “Próteas dos Açores” descreve também as condicionantes para a sua cultura e algumas das doenças e pragas que nelas podem surgir.

Para além disso, o autor menciona que a obra contém alguns trabalhos experimentais realizados em parceria com várias entidades como a Universidade dos Açores e os Serviços de Desenvolvimento Agrário.

Por sua vez, Carlos Ormonde não pode deixar de dirigir algumas palavras à Universidade dos Açores para que esta continue a olhar por esta cultura uma vez que já são uma referência de produções mundiais.

Fernando Sieuve de Meneses, presidente da FRUTER, mostra-se satisfeito com esta edição salientando que o objectivo da cooperativa é melhorar a todos os níveis.

Garantiu ainda que a finalidade é tornar este sector de produção auto sustentável, bem como melhorar os rendimentos dos produtores.

"Os objectivos percorrem por vezes caminhos difíceis para serem atingidos mas há um interesse e uma atitude proactiva do Governo Regional que têm permitido o crescimento e consolidação do sector", afirmou.

Nesta apresentação a FRUTER aproveitou também para assinar um protocolo com a Portugal Telecom, permitindo com este e através da TMN, um contacto mais célebre com os associados na prevenção de doenças nas culturas.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos