Economia

Nova ’Linha Capitalizar Mais’ de 79 ME garante melhores possibilidades de financiamento às empresas dos Açores

  • 10 de Maio de 2018
  • 114 Visualizações, Última Leitura a 21 Fevereiro 2019 às 06:35
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Vice-Presidente do Governo destacou a importância da nova linha de crédito com garantia mútua, denominada 'Capitalizar Mais’, que vai disponibilizar às empresas açorianas 79 milhões de euros de financiamento em condições mais favoráveis.

“Face a um novo ciclo de desenvolvimento, com a evolução positiva dos indicadores em todos os setores de atividade económica, importa também criar medidas de apoio à capitalização das empresas”, afirmou Sérgio Ávila, destacando o acordo de financiamento com a Instituição Financeira de Desenvolvimento – IFD, mais conhecida como Banco de Fomento, que permite criar novos instrumentos de apoio de financiamento.

O titular da pasta da Competitividade, que falava quinta-feira, em Ponta Delgada, na sessão de divulgação da nova linha, salientou que está prevista a criação de novas linhas de Crédito para Investimentos com Garantia Mútua, de Financiamento a Fundos de Capital de Risco, de Financiamento a Operações de Capital Reversível e uma Linha de Financiamento, a Business Angels.

“Trata-se de novos e inovadores instrumentos que, no seu conjunto, asseguram a disponibilização até 100 milhões de euros de financiamento por parte das instituições financeiras e bancárias selecionadas”, adiantou Sérgio Ávila, sublinhando que o Governo dos Açores afetou “significativos recursos nos termos do enquadramento regulamentar aprovado pela Comissão Europeia”.

A ‘Linha Capitalizar Mais’, que já está acessível às empresas através dos bancos aderentes, apoia o financiamento em novos investimentos em ativos fixos corpóreos ou incorpóreos, bem como para aumento do fundo de maneio associado a um efetivo incremento da atividade.

Esta medida contempla também a realização de despesas não elegíveis referentes a candidaturas aprovadas no âmbito do Competir+, incluindo fundo de maneio.

O novo instrumento de financiamento prevê ainda o apoio à aquisição de imóveis e terrenos afetos à atividade empresarial, cujo montante máximo não pode exceder 50 por cento e 10 por cento, respetivamente, do montante total de financiamento.

“As operações de crédito a celebrar no âmbito desta linha beneficiam de uma garantia autónoma à primeira solicitação, destinada a garantir até 80% do capital em dívida, em cada momento”, destacou o Vice-Presidente, frisando que a garantia irá reduzir “substancialmente o risco de financiamento pela banca e permitirá facilitar em muito a concessão de crédito”.

A 'Linha Capitalizar Mais', para além de alargar substancialmente as possibilidades de aprovação de crédito para comparticipar os investimentos e garantir liquidez às empresas, prevê um máximo de 12 anos como prazo das operações de crédito.

“Trata-se, portanto, de uma oportunidade da maior importância”, adiantou Sérgio Ávila, evidenciando que, “com esta medida, contribuímos ainda mais para facilitar e incentivar o investimento privado”.

 

Fonte: GaCS

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos