Economia

Mais de 120 lojas devolutas com apoios para reabrir

  • 19 de Março de 2018
  • 32 Visualizações, Última Leitura a 19 Abril 2018 às 12:40
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O programa Loja + recebeu, desde a sua criação em 2013, 210 candidaturas.

Com uma taxa de aprovação acima dos 60%, o programa permitiu, nos últimos quatro anos, a mais de 120 projetos de revitalização de lojas nos centros urbanos beneficiar de apoios não só para obras nos espaços comerciais, como também ao arrendamento.

O programa destina-se a empresários que pretendem reabrir estabelecimentos comerciais localizados nos centros urbanos dos Açores que se encontrem devolutos, ou seja, desocupados há mais de três meses, com o objetivo de desenvolver atividades de comércio a retalho, restauração e alguns serviços.

Tratam-se de apoios para micro ou pequenas empresas, legalmente constituídas, com a sua situação fiscal e perante a segurança social regularizada e, quando exigível, também com contabilidade organizada.

E os projetos devem implicar um investimento entre mil e 15 mil euros, com um prazo máximo de execução de seis meses, devendo ser demonstrado que estão asseguradas as fontes de financiamento do mesmo.

Os apoios abrangem os custos com projetos de arquitetura, engenharia e design de interiores, até 2500 euros, obras de remodelação dos espaços comerciais e ainda o arrendamento do mesmo durante um ano, até ao montante mensal de 14 euros por metro quadrado (com um limite de 700 euros).

Os incentivos são calculados em função da ilha onde se situam os estabelecimentos comerciais.

Deste modo, em São Miguel e Terceira, os empresários que vejam a sua candidatura aprovada beneficiam de 60% dos custos com obras e projetos e de 50% da renda mensal por um período de 12 meses.

Já nas ilhas Faial e Pico, os promotores beneficiam de 65% do custo das obras e projetos e de 55% da renda mensal; enquanto nas ilhas Santa Maria, Graciosa, São Jorge, Flores e Corvo, o incentivo totaliza 70% das obras e projetos, e 60% da renda paga pelo estabelecimento comercial durante o primeiro ano.

Os pagamentos são efetuados trimestralmente.

Os beneficiários do Loja + têm a obrigação de manter o espaço comercial aberto ao público pelo menos durante 18 meses. Os interessados em beneficiar deste programa devem contactar a SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores.


Fonte: Açoriano Oriental

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos