Economia

Medicamentos de venda livre com maior procura nos Açores

  • 14 de Março de 2018
  • 153 Visualizações, Última Leitura a 24 Maio 2019 às 17:08
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Multinacional fala em ‘oportunidade’ associada ao aumento da venda de medicamentos não sujeitos a receita médica.

A venda dos medicamentos não sujeitos a receita médica está a crescer mais nos Açores do que no continente português.

Produtos na área da dermocosmética, destinados a dores de cabeça, gripe e constipação, entre outros que incluem áreas de livre serviço nas farmácias (os designados consumer health), têm registado um aumento de vendas na Região, em larga medida - presume-se - por causa do crescimento turístico.

Para a IQVIA - multinacional com sede nos EUA que se dedica a fazer estudos na área da saúde -, esta é uma oportunidade de negócio que abre boas perspetivas para as farmácias dos Açores, algumas das quais sofreram os efeitos da crise.

“Não sei se derivado de haver mais turistas nos Açores, das pessoas não conseguirem a consulta médica e irem diretamente à farmácia, o que estamos a assistir é a um maior crescimento e dinâmica nos Açores do que no continente em relação à venda de medicamentos para patologias ligeiras que não precisam de prescrição”, salientou a responsável em Portugal da IQVIA.

Filomena Santos falava ontem à margem de um encontro para profissionais da área que se realizou em Ponta Delgada, subordinado ao tema “Parcerias estratégicas para a sustentabilidade do Setor Farmacêutico - Os desafios da Farmácia Comunitária”, num evento a que se associou a presidente da Delegação Regional dos Açores da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Margarida Martins.

Aproveitando o facto de haver maior consumo de medicamentos de venda livre nos Açores, Filomena Santos desafiou as farmácias das ilhas a saírem da sua ‘zona de conforto’ e irem ao encontro das pessoas, na tentativa de satisfazer as suas necessidades - aquelas que os fizeram deslocar propositadamente ao estabelecimento e outras que possam eventualmente ter.

“É uma oportunidade para a farmácia dinamizar e interagir, ou seja, ter um papel mais ativo na comunidade e pode ser uma oportunidade para prestar serviços diferenciadores e diferenciar as farmácias dos Açores”, reforçou.

Serviços diferenciadores são, por exemplo, rastreios de diabetes, consultas de nutrição e de terapia da fala.

A responsável em Portugal da IQVIA regista uma tendência de concentração das farmácias na região, razão pela qual afirma que os operadores independentes terão de “trabalhar melhor” e estar “mais atentos às tendências de mercado”.

Uma tarefa para a qual a multinacional norte-americana diz poder ajudar, tendo preparado uma plataforma para ajudar as farmácias açorianas a compreenderem os indicadores de mercado, de modo a “estarem mais informadas e poderem decidir melhor”.

Filomena Santos fez igualmente um apelo no sentido dos vários agentes do setor farmacêutico “trabalharem mais em conjunto dentro dos Açores e não haver provavelmente tanto independente”, como forma até de obterem maiores ganhos ao nível da aquisição de medicamentos e portefólio de produtos.


“Situação nos Açores não é tão dramática como no continente”

O número de farmácias em Processo Especial de Revitalização ou em insolvência atinge 3,7% do total dos estabelecimentos nos Açores.

Uma percentagem muito menor comparativamente ao universo das farmácias no continente, onde de um conjunto de perto de 3 mil farmácias, cerca de um quinto está naquelas circunstâncias.

“A situação nos Açores não é tão dramática como no Continente”, enfatiza a presidente da Delegação Regional dos Açores da Ordem dos Farmacêuticos, lembrando que o setor “teve de sofrer adaptações muito rápidas” por causa da crise financeira e de várias alterações legislativas que provocaram uma “grande disrupção e desregulamentação”.

Ana Margarida Martins afina pelo mesmo diapasão da IQVIA e defende que as farmácias devem enveredar pela prestação de serviços paralelamente à dispensa de medicamentos.


Fonte: Açoriano Oriental

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos