Economia

Empréstimos às empresas diminuíram mil milhões de euros de Novembro para Dezembro

  • 22 de Fevereiro de 2010
  • 230 Visualizações, Última Leitura a 17 Outubro 2017 às 23:09
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O valor que as instituições financeiras emprestaram às empresas diminuiu em mil milhões de euros de novembro para dezembro, com o crédito considerado de cobrança duvidosa a cair 717 milhões de euros, indicou hoje o Banco de Portugal (BdP).

De acordo com o Boletim Estatístico do BdP, o valor dos empréstimos concedidos às empresas em Dezembro situou-se nos 117.821 milhões de euros, quando no mês anterior estava nos 118.821 milhões.

Em comparação com dezembro de 2008, o valor emprestado às empresas aumentou em 2.012 milhões de euros, de 115.809 milhões para os 117,8 mil milhões, uma subida de 1,7 por cento.

O crédito malparado também registou uma queda de Novembro para Dezembro, desta feita de 717 milhões de euros, passando de 5.311 milhões para 4.594 milhões de euros. O valor é no entanto muito superior ao registado no final de 2008.

Em dezembro de 2008 o valor do malparado era de 2.514 milhões de euros. O aumento para Dezembro de 2009 foi de 2.080 milhões de euros, uma subida de 45,7 por cento.

O imobiliário e a construção voltaram a ser responsáveis por mais de metade do malparado no dinheiro emprestado às empresas, com um acumulado de 2.382 milhões de euros, 51,8 por cento do total do malparado.

O crédito concedido para o imobiliário aumentou de novembro para dezembro em 92 milhões de euros, para 42.023 milhões de euros, enquanto o malparado caiu 279 milhões de euros no mesmo período, para os 1.258 milhões de euros.

No entanto, apesar do valor dos empréstimos ter diminuído em 507 milhões de euros face ao mesmo mês de 2008, o valor do malparado mais do que duplicou, passando de 568 milhões para os 1.258 milhões, mais 690 milhões de euros (equivale a uma subida de 54,84 por cento).

Para o sector da construção, o valor emprestado diminuiu 157 milhões de euros de novembro para dezembro (para os 22.827 milhões), mas aumentou 2,54 por cento face a Dezembro de 2008.

O malparado seguiu a tendência e diminuiu 291 milhões de euros de Novembro para Dezembro, situando-se nos 1.224 milhões de euros. Face a Dezembro de 2008, o crédito considerado de cobrança duvidosa subiu 420 milhões de euros, (equivalente a 34,3 por cento).

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos