Economia

Receitas do turismo crescem 24% para 87,6 milhões de euros

  • 15 de Fevereiro de 2018
  • 101 Visualizações, Última Leitura a 24 Maio 2018 às 05:32
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Receitas subiram para 87,6 milhões de euros, num ano em que se registaram 594 mil hóspedes e 1,78 milhões de dormidas

As receitas da atividade dos meios de alojamento turístico nos Açores subiram 24 por cento no ano passado face a 2016 para 87,6 milhões de euros, registando-se 594 mil hóspedes e 1,78 milhões de dormidas, divulgou o INE.

Segundo dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE), o arquipélago dos Açores registou em 2017 um aumento de 23% nos proveitos de aposento relativamente ao desempenho de 2016 para 63,6 milhões de euros.

Ao todo, os estabelecimentos hoteleiros dos Açores receberam 594 mil hóspedes em 2017, o equivalente a 1,78 milhões de dormidas, levando a aumentos anuais de 16,8% e 15,8% em comparação com o ano anterior.

Só em dezembro passado, as receitas com a atividade turística no arquipélago subiram 31,5% face ao mês homólogo para 3,3 milhões de euros, enquanto os proveitos de aposento se fixaram em 2,1 milhões de euros, um aumento de 32,1%.

Também em dezembro de 2017, a hotelaria registou 25,6 mil hóspedes e 68 mil dormidas, mais 20% e mais 12% do que no mês homólogo, respetivamente.

Os dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística revelam ainda que no conjunto do ano de 2017, todas as regiões do país apresentaram aumentos nas dormidas, sobressaindo os Açores com um crescimento de 15,8% e o Centro (+14,5%).

Também as maiores variações relativas das dormidas de residentes se registaram nos Açores (+18,7%) e Alentejo (+9,5%), enquanto as de não residentes sobressaíram no Centro (+29,5%), Alentejo (+15,9%) e Açores (+13,8%).

Na globalidade do país no conjunto do ano de 2017, os estabelecimentos hoteleiros registaram 20,6 milhões de hóspedes e 57,5 milhões de dormidas, a que corresponderam aumentos anuais de 8,9% e 7,4%, respetivamente, revelam os dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística.

Em 2017, o mercado interno português contribuiu com 15,9 milhões de dormidas (+4,1% que em 2016) e os mercados externos com 41,6 milhões de dormidas (+8,6%).

Por sua vez, as dormidas de mercados externos representaram 72,4% das dormidas totais , enquanto em 2016 foi 71,5%. Os proveitos totais aumentaram 16,6% e os de aposento 18,3% (+17,3% e +18,2% em 2016).

 

Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Oito mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos