Economia

Taxa de desemprego em 2017 baixou para os 9 por cento

  • 8 de Fevereiro de 2018
  • 84 Visualizações, Última Leitura a 24 Maio 2018 às 19:02
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A taxa de desemprego nos Açores em 2017 desceu 2,1 pontos percentuais face a 2016 para os 9 por cento, revelam os dados ontem divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA).

Segundo os dados do SREA, a taxa de desemprego anual, no total do país, foi de 8,9%, enquanto nos Açores foi de 9 por cento, representando uma diminuição de 2,1 pontos percentuais (p.p.) relativamente a 2016.

Em relação ao quarto trimestre de 2017, a taxa de desemprego nos Açores foi de 8,3%, prosseguindo - de acordo com o gabinete regional de estatística - “a diminuição homóloga iniciada há 14 trimestres, sendo o segundo valor mais baixo da atual série do Inquérito ao Emprego que se iniciou no 1º trimestre de 2011”.

Assim, neste trimestre, a população desempregada nos Açores estimava-se em 10.150 indivíduos, menos 2403 desempregados que no trimestre homólogo (-19,1%) e mais 115 que no trimestre anterior (+1,1%). Estes valores revelam que o número de desempregados era o segundo valor mais baixo em sete anos.

Os dados do SREA mostram ainda que a população empregada no quarto trimestre estava estimada em 111.899 trabalhadores, refletindo um aumento de 3,7% relativamente ao trimestre homólogo e de -0,4% em relação ao trimestre anterior.

Por sua vez, a taxa de emprego foi de 63,4% neste trimestre, com aumentos de 2,1 p.p. relativamente ao trimestre homólogo e de -0,5 p.p. face ao trimestre anterior.

Analisando por setores de atividade verifica-se que a população empregada cresceu em todos os setores face ao período homólogo (+17,0% no primário, 3,8% no secundário e +2,0% no terciário).

Em reação a estes dados, o vice-presidente do Governo destacou, em nota do executivo regional, o “crescimento muito acentuado do emprego em 2017, que correspondeu a mais 3968 açorianos empregados”, sublinhando que “o valor do emprego foi o mais elevado dos últimos 10 anos”.

“No segundo semestre deste ano atingiu-se o valor de açorianos empregados mais elevado dos últimos 10 anos, o que dá bem nota da trajetória, por um lado, do crescimento do emprego e, por outro, também de uma redução bastante consistente do desemprego”, declarou Sérgio Ávila.

Por sua vez, o presidente dos TSD/Açores, em nota de imprensa, alertou que “a descida da taxa de desemprego, registada no último trimestre de 2017, não deve dar lugar a euforias”.

Para Joaquim Machado, o número de açorianos desempregados “continua a ser um problema social grave, pese embora a ligeira melhoria verificada, comparativamente a 2016”, lembrando que “há cerca de 17 mil açorianos sem emprego” dos quais “mais de 6 mil pessoas estão integradas em programas ocupacionais, portanto, sem emprego ou sequer qualquer contrato a termo certo”.

“O número médio de trabalhadores ocupados vem a crescer exponencialmente de ano para ano (mais de 400% entre 2012 e 2017), sinal evidente de que a nossa economia não tem sido capaz de gerar os postos de trabalho de que a Região necessita”, acrescentou.


Fonte: Açoriano Oriental

 

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos