Economia

Estada média de turistas reduziu mais nas ilhas

  • 16 de Janeiro de 2018
  • 25 Visualizações, Última Leitura a 23 Fevereiro 2018 às 04:47
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A estada média que resulta da diferença entre o número de dormidas e o número de hóspedes que deram origem a essas dormidas, foi de 2,53 noites e baixou 1,3% (a queda foi de 4,6% no caso dos não residentes) em novembro passado, sendo que essa redução teve maior expressão nas Regiões Autónomas dos Açores (menos 5,4%) e da Madeira (menos 4%), ao contrário do Centro (mais 2,5%) e Alentejo (mais 2%).

Os dados da atividade turística, ontem divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), dão conta que a hotelaria registou, naquele mês, aumentos homólogos de 10,2% no número de hóspedes e de 8,8% nas dormidas, mas os proveitos abrandaram o crescimento e o mercado britânico recuou pelo segundo mês consecutivo.

O INE evidencia ainda que os proveitos totais da hotelaria cresceram 15,5%, revelando um abrandamento face ao aumento de 18,2% em outubro, e atingiram 178 milhões de euros. Os proveitos de aposento subiram 17,4%, mas menos do que o aumento de 22,7% em outubro, totalizando 124,9 milhões de euros.

Em novembro do ano passado, Portugal acolheu 1,2 milhões de hóspedes e registou 3,1 milhões de dormidas, correspondendo a variações de mais 10,2% e mais 8,8%, acima dos aumentos de 8,6% e de 6,5% em outubro, respetivamente.

As dormidas dos mercados interno e externo aceleraram para crescimentos de 8,9% e 8,8% respetivamente, e também acima dos aumentos de 5,3% e 6,8% em outubro.Os treze principais mercados emissores de turistas representaram 80,2% das dormidas de não residentes, tendo sido os mercados alemão e britânico os mais representativos.


Fonte: Lusa

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Um? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos