Economia

Região importa cinco vezes mais mercadorias do que exporta

  • 5 de Janeiro de 2018
  • 150 Visualizações, Última Leitura a 24 Abril 2019 às 02:16
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Dados publicados pela primeira vez mostram que em 2016 entraram por via marítima mais mercadorias do que saíram.

A entrada de mercadorias nos Açores, por via marítima, corresponde aproximadamente a cinco vezes o volume exportado, de acordo com os dados que o Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) publicou pela primeira vez.

Responsáveis por 67,9% das entradas de mercadoria em 2016, estão o coque e produtos petrolíferos refinados, os produtos alimentares, bebidas e tabaco e produtos da agricultura, da produção animal, da caça e da silvicultura; peixe e outros produtos da pesca responsáveis.

Relativamente às saídas de mercadoria, os produtos alimentares, bebidas e tabaco e matérias-primas secundárias; resíduos municipais e outros resíduos representaram 80,3% da saída de mercadorias da Região em 2016.

Em relação a 2017, estão disponíveis apenas dados relativos aos primeiros nove meses do ano que mostram que, em comparação com o mesmo período de 2016, subiu a mercadoria que entrou no arquipélago, enquanto diminuiu a mercadoria que saiu.

De facto, segundo o SREA, nos primeiros nove meses de 2017 a entrada de mercadorias na Região foi superior em 4,8% ao período homólogo de 2016, subida justificada principalmente pelas mercadorias da categoria 19 (NST) onde está incluído todo o tipo de mercadorias.

E, relativamente à saída de mercadorias por via marítima da região, nesse período, o volume transportado diminuiu em 2,1 % face ao período homólogo de 2016.

O SREA admite que, nos dados da entrada de mercadorias da Região, existe uma fração muito significativa de mercadoria não identificável (16,7 %), considerando que é uma situação a melhorar no futuro, através do melhor preenchimento das declarações de transporte.

Analisando o tipo de mercadorias que saiu nos primeiros nove meses de 2017, verifica-se que foram os produtos alimentares, bebidas e tabaco as mercadorias com maior quantidade exportada por via marítima (159525 toneladas); seguindo-se as matérias primas secundárias, resíduos municipais e outros resíduos, com 15022 toneladas; e a madeira e cortiça, obras de espartaria e cestaria, pasta, papel e cartão e seus artigos, material impresso e suportes gravados com 11521 toneladas.

Os produtos da agricultura, produção animal, silvicultura, peixe e outros produtos da pesca saídos da Região atingiram até setembro apenas 6926 toneladas, mas é relevante referir que foram mais 3106 toneladas do que em todo o ano de 2016.

No entanto, no mesmo período, também subiu a quantidade de mercadoria deste tipo de produtos que é significativamente superior à quantidade que sai, tendo atingido no terceiro trimestre de 2017 as 198550 toneladas.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos