Economia

Açores querem entrar mais em parcerias europeias na inovação

  • 7 de Julho de 2017
  • 226 Visualizações, Última Leitura a 24 Agosto 2019 às 04:30
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Governo dos Açores defende que as empresas e instituições regionais da área da investigação e inovação devem aproveitar mais as oportunidades de parcerias e investimento com fundos comunitários que podem surgir no âmbito do programa da Comissão Europeia Horizonte 2020.

Os Açores querem ser “Ilhas Inteligentes” e mais autossustentáveis do ponto de vista energético, o que passa por um melhor aproveitamento das energias renováveis e, sobretudo, pelo desenvolvimento de soluções de armazenamento desta energia  por forma a que ela possa substituir cada vez mais a importação de combustíveis fósseis.

A diretora regional da Energia, Andreia Carreiro, considera que “a Região não tem participado muito” no programa Horizonte 2020, em parte também por falta de sensibilização, até porque, acrescenta, “temos os recursos naturais, mas depois, do ponto de vista da investigação, acabamos por não estar muito focados na componente energética e é necessário fomentar isso”. Andreia Carreiro falava durante a sessão de divulgação “O Desafio da Inovação nos Açores - Oportunidades de Financiamento 2018-2020” no âmbito do programa europeu Horizonte 2020 e que decorreu ontem na Universidade dos Açores, em Ponta Delgada.

As energias renováveis e a eficiência energética são áreas em que os Açores têm condições para acolher projetos-piloto ou estabelecerem-se como ‘laboratório vivo’ no desenvolvimento de soluções inovadoras e sustentáveis, uma vez que são ilhas na sua maioria com pouca população e onde é mais fácil implementar e controlar experiências. Uma das áreas onde os Açores podem ser exemplo é na implementação de sistemas inovadores de monitorização do consumo energético dentro de casa, visando uma utilização mais inteligente da energia.  Aliás, a Região assinou já este ano em Bruxelas a ‘Smart Island Declaration’, juntamente com outras ilhas, com o objetivo da promoção de sociedades ‘inteligentes’ do ponto da vista da inovação e do consumo energético sustentável.

O Horizonte 2020 é desenvolvido diretamente pela Comissão Europeia e é o maior programa de apoio a nível mundial na área da investigação e inovação, tendo uma dotação para todos os 28 países da União Europeia de cerca de 77 mil milhões de euros, ou seja, sensivelmente o valor que a ‘troika’ emprestou a Portugal durante o programa de ajuda externa que durou entre 2011 e 2014.  
A lógica de apoio deste programa é uma lógica de consórcio, ou seja, apela ao estabelecimento de parcerias nacionais e internacionais entre entidades públicas e empresas na área da investigação e inovação. Conforme referiu Andreia Carreiro, “não é só a questão financeira que está aqui em causa, o que é muito importante nestes projetos são as parcerias que se criam e todo o conhecimento que se gera para podermos evoluir”. A sessão de divulgação que aconteceu ontem em Ponta Delgada foi feita por elementos do Gabinete de Promoção do Programa Quadro (GPPQ), ligado à Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e à Agência Nacional de Inovação (ANI) e que tem por missão promover em Portugal o programa Horizonte 2020. O GPPQ é, por isso, fundamental no esclarecimento de dúvidas sobre como as entidades públicas e as empresas açorianas podem candidatar-se às verbas deste programa e, sobretudo, no acesso a uma rede de parcerias onde os Açores se podem integrar para poderem apresentar projetos e aceder a esse financiamento.

Também ontem, na abertura da sessão, interveio o secretário regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas, Rui Bettencourt, que manifestou o interesse do Governo em trazer para a Região novas oportunidades de financiamento e novos programas comunitários de âmbito extra-regional e defendeu que o desenvolvimento dos Açores passa necessariamente pela inovação.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Dois? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos