Economia

Confederação de Turismo quer definir política para setor

  • 6 de Julho de 2017
  • 248 Visualizações, Última Leitura a 21 Agosto 2019 às 07:49
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A Confederação do Turismo Português reuniu ontem com os intervenientes do setor na Região com o objetivo de definir uma política de turismo a apresentar ao Governo da República.

“Estamos a atravessar um ótimo período no turismo, mas a realidade é que temos de nos preparar para tempos menos bons e identificar os problemas e a forma de os ultrapassar”, revelou o presidente da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, explicando que o objetivo é no dia 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo, apresentar as conclusões destas reuniões ao Governo de forma a definir política de turismo.

A reunião de ontem em São Miguel foi a penúltima de um conjunto de reuniões que a Confederação do Turismo Português está a realizar em todas as regiões do país para apresentação do projeto “Turismo em Movimento - Roteiro para a Competitividade” , sendo o objetivo recolher informação junto  dos diversos intervenientes no setor.

Das reuniões já realizadas o presidente da Confederação do Turismo Português revela que a promoção dos destinos e os recursos humanos são os problemas comuns. “A confederação apresentou no ano passado no Dia Mundial do Turismo o Roteiro para a Competitividade e o que já constatamos é que a maior parte das situações referem-se a realidades  regionais”, afirmou, explicando que num nível transversal se encontram apenas  as preocupações relacionadas com a promoção e os recursos humanos.

No caso dos Açores, após a reunião de ontem, a Confederação do Turismo Português verificou a preocupação das diversas entidades com a falta de recursos humanos, a sazonalidade e as acessibilidades.

No final desta reunião, a secretária regional da Energia, Ambiente e Turismo  realçou  que o Governo dos Açores e os agentes do turismo estão satisfeitos com os níveis de crescimento do setor, apelando a uma estratégia contínua e conjunta entre entidades públicas e privadas. “Foi uma reunião muito produtiva, onde os participantes e intervenientes do setor se sentiram muito confortáveis para colocar as questões em cima da mesa”, afirmou Marta Guerreiro.

Dos assuntos abordados a governante destacou a criação de produtos, referindo que  existe uma interessante oferta de produtos na área do termalismo, apesar de ser necessário que sejam aprofundados e desenvolvidos, bem como de desportos que podem ser praticados no inverno e produtos de natureza que não necessitam de sol para a sua realização. “Temos que desenvolver e evoluir, juntamente com os privados, para termos produtos para oferecer nestas matérias e, claro, na sua promoção e na sua comunicação para nos afirmarmos claramente nesses setores”, disse.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos