Economia

Governo aposta na valorização das regiões

  • 21 de Junho de 2017
  • 233 Visualizações, Última Leitura a 23 Março 2019 às 00:20
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas defendeu ontem que o país deve apostar na valorização das regiões transfronteiriças, no âmbito do debate da negociação do futuro quadro de fundos comunitários após 2020.

Segundo Pedro Marques, o Governo pretende lançar o debate de uma nova abordagem do interior, “chamando-lhe a região transfronteiriça, mas também juntando-lhe a baixa densidade, apostando na sua valorização através do seu potencial endógeno”, tirando partido da proximidade ao mercado espanhol.

“O país deve estruturar o seu posicionamento na frente atlântica e das regiões autónomas, mas para que as novas políticas sirvam para reforçar o futuro europeu”, defendeu Pedro Marques preconizandoque a união deve ser “mais ambiciosa”.

A aposta nas regiões transfronteiriças foi ontem discutida no Conselho de Concertação Territorial, que se realizou em São Bento, presidido pelo primeiro-ministro e com representantes dos governos regionais da Madeira e dos Açores, áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto, comunidades intermunicipais, Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) e Associação Nacional de Freguesias (Anafre).

O ministro explicou que o Governo tinha assumido o compromisso de proceder a um primeiro debate sobre o futuro da política da coesão após 2020, antes da reunião do Fórum da Coesão, que se realiza na próxima semana em Bruxelas.

O encontro realiza-se num “contexto complexo”, nomeadamente com a saída do Reino Unido da União Europeia, e Pedro Marques defendeu que existe um conjunto de novas políticas “que devem ser apoiadas por fundos comunitários”.


Fonte: LUSA

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos