Economia

Empresas ainda pouco sensíveis à otimização energética

  • 18 de Abril de 2017
  • 281 Visualizações, Última Leitura a 15 Outubro 2019 às 19:19
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética (PNAEE) disponibilizou, este ano, 1,6 milhões de euros para projetos de eficiência energética em todo o país. Contudo, no processo das candidaturas ao Fundo de Eficiência Energética (FEE), os Açores destacaram-se pela ausência.

O FEE, refira-se, é um instrumento de financiamento dos programas e medidas previstos no Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética em todos os seus campos de atuação.

Deparando-se com a fraca adesão das empresas açorianas aos programas e linhas de financiamento do PNAEE, o executivo açoriano está “a desenhar um plano de comunicação e sensibilização” para contrariar o atual paradigma, adiantou a diretora regional da Energia a este jornal.

A pouca expressividade açoriana nas candidaturas ao FEE e a falta de sensibilidade para colocar em prática medidas de otimização energética, considera Andreia Carreiro, está muito relacionada com a inexistência  de uma agência de energia na Região.

“ Nós não temos uma agência de energia. São elas que têm a responsabilidade de, junto da população e dos vários interessados, promover a eficiência energética (...), temos sido nós [Direção Regional de Energia] a assumir esse papel porque notámos que há aqui, de facto, algum défice de conhecimento”, sinalizou a diretora regional de Energia.

Por essa razão, e por ser tão mais “urgente” a divulgação de instrumentos que promovam a eficiência energética, a Direção Regional de Energia promoveu recentemente uma sessão dedicada ao tema, no Laboratório Regional de Engenharia Civil.

“O Encontro sobre a Eficiência Energética veio até antes do plano que estamos a desenhar porque era mesmo uma urgência. Quisemos  disseminar o Aviso  22 - Eficiência Energética na Indústria, Agricultura, Floresta e Pesca junto dos seus vários agentes”, disse a governante.

As candidaturas a este modelo do FEE podem ser feitas até ao dia 27 de abril. O objetivo é diminuir o consumo energético, através da modernização e incremento de competitividade desses setores.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos