Economia

Proveitos subiram mais que dormidas em janeiro

  • 18 de Março de 2017
  • 238 Visualizações, Última Leitura a 23 Março 2019 às 20:35
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As dormidas de turistas na hotelaria tradicional cresceram 2,2 por cento no mês de janeiro deste ano, por comparação com o mesmo mês do ano anterior, mas esse crescimento ligeiro foi compensado com uma subida bastante mais generosa e acima dos 10% nos proveitos da hotelaria.

Os mais recentes dados divulgados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) revelam que se registaram em janeiro 58.367 dormidas na hotelaria tradicional açoriana, mais 1.247 dormidas face a janeiro de 2016. Uma subida que se deveu sobretudo aos hóspedes portugueses, que cresceram 10%, enquanto que os hóspedes estrangeiros registaram um decréscimo de 6,7%. Os números do turismo nos Açores regressaram desta forma um pouco à ‘normalidade’, depois de crescimentos quase sempre acima de dois dígitos no ano passado. Um exemplo disso é o mês de janeiro do ano passado, que tinha registado um aumento superior a 60% nas dormidas, mas porque comparava então com janeiro de 2015, antes da liberalização das ligações aéreas ao continente.

As unidades hoteleiras açorianas registaram em janeiro uma muito ligeira redução na estada média, o que acabou por traduzir-se também numa ligeira redução da taxa líquida de ocupação por cama e por quarto. Pelo contrário, os proveitos registaram a melhor performance no mês de janeiro, com os proveitos totais da hotelaria açoriana a fixarem-se em 2,3 milhões de euros, com uma subida de 12,9% face a janeiro de 2016, enquanto que os proveitos de aposento foram de 1,6 milhões de euros, também com uma subida de 13,1% face a janeiro de 2016.

Quer isso dizer que o destino Açores está a ser mais valorizado e que a hotelaria conseguiu traduzir em proveitos um crescimento em dormidas que foi bastante moderado. O RevPAR - rendimento por quarto disponível - foi de 12,5 euros na hotelaria açoriana em janeiro passado, registando uma subida de 1,6% face ao mesmo mês do ano passado. Nesse indicador houve grandes diferenças entre ilhas, com São Miguel a verificar o RevPAR mais elevado (14,6 euros), mais do dobro do RevPAR mais baixo, que foi de 5,6 euros no Pico.

Por mercados emissores, o mercado alemão teve um ótimo desempenho com uma subida de 41,4%  nas dormidas por comparação com janeiro de 2016, enquanto que mercados como os Estados Unidos da América e Espanha, que tiveram desempenhos muito bons no global de 2016, registaram descidas em janeiro de 16,6% e 36,5% respetivamente.

Por ilhas, cinco ilhas registaram subidas e quatro descidas nas dormidas face a janeiro de 2016, com São Miguel a aumentar 11,3 por cento nas dormidas e a Terceira a baixar 20,5%, um fator que não traduz, contudo, toda a realidade das dormidas nessa ilha, onde o Alojamento Local e o Turismo Rural têm aumentado, com dormidas que não vêm refletidas nesta estatística.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos