Economia

Confirmadas 25 delegações para a cimeira de abril nos Açores

  • 9 de Março de 2017
  • 424 Visualizações, Última Leitura a 24 Maio 2019 às 17:56
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A cimeira dos Açores, agendada para os dias 20 e 21 de abril, pelo Estado Português, no âmbito da promoção de uma agenda científica e tecnológica para o Atlântico e a criação do centro internacional de I&D centrado nos Açores, vai contar com a participação de  25 delegações de diferentes países, da Nigéria à África do Sul, de Angola a Marrocos, passando pelo Brasil, EUA, Canadá e México.

A garantia foi deixada pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, na Assembleia da República, em resposta a uma pergunta colocada pela deputada açoriana do PS, Lara Martinho.

De acordo com um comunicado do PS, o ministro revelou que a cimeira de abril, onde vão reunir investigadores, empresas, governantes, instituições governamentais, será um pontapé de saída num “diálogo continuado também com a Comissão Europeia para efetivamente melhor posicionarmos Portugal para os desafios do Atlântico”.

O ministro revelou ter reunido com a rede europeia de infraestruturas científicas - rede ESFRI -  onde foram abordados os detalhes de a Europa abrir as suas infraestruturas científicas à cooperação transatlântica, nomeadamente a países de África e da América Latina. “É um processo exigente mas que estamos a trabalhar com bastante prioridade e que abrange hoje as várias áreas de governação em estreita articulação com o Governo dos Açores”, afirmou o governante.

Segundo o mesmo comunicado, a deputada socialista recordou que o Governo da República anunciou, no ano passado, que Portugal propõe-se a aumentar, em 30,50 milhões de euros, a sua contribuição financeira para a agência espacial europeia ESA, nos próximos seis anos, para reforçar a participação de empresas e instituições em programas na área do espaço, nomeadamente o reforço do Programa de Observação da Terra, para serviços para o Atlântico relacionados com o desenvolvimento do futuro Centro de Investigação Internacional do Atlântico, em estudo para os Açores.

“Ao longo dos últimos meses temos assistido a manifestações de interesse em colaborar com Portugal na criação deste Centro, por parte de países como China, Brasil, Inglaterra, Espanha, resultado de um grande esforço diplomático do Ministério que não posso deixar de evidenciar e que poderá sem dúvida mudar o paradigma da ciência em Portugal”, observou a socialista, que quis saber o ponto de situação da criação do Air Azores Center, nomeadamente que países e que empresas já manifestaram interesse em investir no centro.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Quatro? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos