Economia

"Para o ano queremos trazer mais empresas ao SISAB"

  • 9 de Março de 2017
  • 241 Visualizações, Última Leitura a 18 Agosto 2019 às 07:24
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Marisa Toste, vogal do conselho de administração da SDEA, considera que “todas as empresas dos Açores estão de parabéns pela participação no SISAB”, porque conseguiram desenvolver novos contactos empresariais e concluir diversos negócios.

“Esta feira permite a comunicação entre os nossos empresários e importadores. Felizmente já existem muitas empresas que já fecharam negócios nesta feira”, afirmou.

O SDEA, com o apoio da Vice-Presidência do Governo Regional dos Açores, pretende alargar o número de empresas açorianas presentes na SISAB no próximo ano. “Queremos aumentar o nosso espaço e o número de empresas, mas também concretizar mais negócios para os Açores”, porque este é um investimento com retorno para a economia regional.

“O apoio do Governo é fundamental para as nossas pequenas e médias empresas estarem aqui presentes e garantirem um aumento da exportação”, assinalou.

Esta feira é apontada como “o momento ideal” para as empresas lançarem novos produtos que podem beneficiar de uma “maior visibilidade” com importadores de todo o Mundo.

A presença nesta feira também representa mais um incentivo para as empresas açorianas apostarem no marketing como forma de cativar novos clientes. “Registo uma grande evolução das nossas empresas. É fundamental garantir uma boa apresentação dos produtos para garantir a sua exportação. Foi também por isso que apostamos na marca Açores para valorizar o produto”, afirmou, acrescentando que os produtos regionais também devem ser valorizados no mercado interno. “Nós temos produtos de excelência que são premiados em feiras nacionais e internacionais. As pessoas precisam de ter a noção da qualidade dos nossos produtos, que apresentam uma qualidade superior a muitos produtos externos”, reforçou.

Marisa Toste refere ainda que “os visitantes da feira são todos importadores que procuram encontrar produtos de qualidade, com um bom preço, porque ninguém procura perder dinheiro nos negócios. Devemos ter orgulho na procura que registamos pelos produtos açorianos. É um sinal da nossa qualidade”, frisou.

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, destacou que existe uma “política de valorização de produtos únicos”, sendo que os Açores “estão a apresentar um percurso excecional na valorização dos seus produtos”.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Quatro mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos