Economia

Dormidas no Alojamento Local quadruplicam entre 2014 e 2016

  • 8 de Março de 2017
  • 238 Visualizações, Última Leitura a 25 Agosto 2019 às 11:22
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

As dormidas no Alojamento Local (AL) aumentaram 75,6% entre 2015 e 2016 nos Açores, passando de 162.445 para 285.274 dormidas entre um ano e o outro.

Mas se a comparação for feita entre 2014 (69.738 dormidas), 2015 e 2016, então a taxa de crescimento médio anual (TCMA) ainda é maior, atingindo os 102,3%. O facto é que, no conjunto dos três anos, as dormidas quadruplicaram em termos absolutos.

Os dados foram divulgados pelo Observatório do Turismo dos Açores (OTA), que fez a análise ao alojamento local em 2016 com base nos números avançados pelo Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA).

Segundo o OTA, o número de hóspedes do AL subiu também exponencialmente entre 2015 (39.847) e 2016 (69.071), correspondendo a uma taxa de crescimento (TC) de 73,3% e, em termos de TCMA de 2014 (18.633) a 2016, de 92,5%.

O número de hóspedes do AL disparou na maior ilha açoriana: foi de 7.081 em 2014, 19.912 em 2015 e 37.054 em 2016, correspondendo a uma taxa de crescimento médio anual de 128,8% no conjunto dos três anos e a uma taxa de crescimento de 86,1% entre 2015 e 2016.

Tal se traduziu em  28.286 dormidas em 2014, 85.067 em 2015 e 162.892 em 2016, traduzindo uma TCMA de 140% no triénio em questão e a uma TC de 91,5% nos últimos dois anos.

O documento elaborado pelo Observatório do Turismo dos Açores dá conta que, a nível de quota das dormidas em São Miguel, o Alojamento Local representava  40,6% em 2014, 52,4% em 2015 e 57,1% no ano passado.

Nos três anos, manteve-se constante o facto de quase 60% dos hóspedes que dormiram em unidades de AL nos Açores serem de origem estrangeira (incluindo do Norte da Europa e dos Estados Unidos e Canadá) e cerca de 40% serem de nacionalidade portuguesa. A sua estada média foi de 4 dias.

Considerado uma forma de alojamento mais informal que tenta responder às novas tendências da procura, sobretudo dos públicos mais jovens, o AL tem evidenciado um dinamismo muito significativo no cômputo geral da oferta existente nos Açores. Atestam-no os estabelecimentos em atividade: 764 em 2016 quando existiam 525 em 2015 e 163 em 2014. Neste caso, a TC 2015-2016 é de 45,5% e a TCMA 2014-2016 de 116,5%.

No que respeita aos estabelecimentos em atividade por ilha, São Miguel destaca-se claramente, passando de uma situação de 63 unidades de AL em 2014, 235 em 2015 e 366 em 2016. Aqui, a taxa de crescimento foi de 55,7% entre 2015 e 2016, sendo que a TCMA  no conjunto dos três anos foi de 141%.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos