Economia

Açores apostam em experiência virtual na Bolsa de Turismo

  • 5 de Março de 2017
  • 236 Visualizações, Última Leitura a 25 Agosto 2019 às 05:49
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

À semelhança de anos anteriores, os Açores vão marcar este ano a sua presença na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), entre 15 e 19 deste mês, mas de uma forma diferente.

Não será pelo pavilhão - o mesmo utilizado em anos anteriores na Feira Internacional de Lisboa -, que continuará a privilegiar materiais endógenos açorianos, como a criptoméria e o basalto.

A grande novidade, associada à ‘ancora’ chamada turismo de natureza, residirá no convite que será dirigido às pessoas para que tenham contacto com as ilhas açorianas através de uma experiência de realidade virtual.

Na prática, a partir de dois pontos do pavilhão,  os visitantes serão convidados a efetuar um trilho com uma componente física e outra virtual. “É uma forma de conseguirmos trazer quem está lá fora um bocadinho aqui aos Açores”, explica a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo, destacando o facto de 2017 ser o ano do turismo sustentável, sendo como tal a natureza ‘cabeça de cartaz’.

O stand dos Açores contará com apelativos próprios de um trilho, como sejam subidas e descidas e algumas perspetivas diferentes para o próprio pavilhão, de modo a seduzir quem por ali passar. O objetivo é que se deixem ir através de uma experiência de realidade virtual com alguns minutos de duração.

O lema que inspira a presença açoriana este ano na maior feira turística nacional já diz muito do que promete: “Açores, um trilho de emoções”. Marta Guerreiro acentua, a propósito, a “preocupação” que os Açores devem ter na diferenciação e qualificação da sua oferta em relação a destinos concorrentes.

Nesse sentido, o pavilhão dos Açores na BTL, que disporá de cerca de 30 espaços de negócio, fará o seu papel, valorizando as especificidades das ilhas e aquele que é o seu principal ativo: a natureza. “Isto permite convidar os nossos turistas a experimentar diversas atividades no mar e em terra, sejam os trilhos, birdwatching, desportos de mar, mergulho, observação de cetáceos, nadar com golfinhos. Há uma variedade enorme”, frisou.

A BTL será marcada por duas fases distintas: mais institucional entre os dias 15 e 17; e daí até 19, dia de encerramento, mais direcionada para negócios com a esperada afluência de vários milhares de pessoas que acabam neste fim de semana, muitas vezes, por decidir o seu destino de férias.

O espaço dos Açores, que já conquistou o prémio de ‘Melhor Stand’ na Bolsa de Turismo de Lisboa, apresenta-se como um stand feito de raiz ocupando mais de 700 metros quadrados. “É um investimento que a Região fez que tem resultado muito bem. Tem sido reconhecido como um pavilhão diferenciador, que apela muito aos materiais endógenos dos Açores”, realça a secretária.

Além da criptoméria e do basalto, o espaço apresentará vegetação endémica açoriana devidamente identificada. •


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos