Economia

Apoiados 267 equipamentos de energias renováveis em 2016

  • 2 de Março de 2017
  • 223 Visualizações, Última Leitura a 21 Agosto 2019 às 08:20
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Ao longo do ano passado, a  direção regional da Energia subsidiou 267 equipamentos, num montante global superior a 165 mil euros,  através do programa de incentivos à produção de energia a partir de fontes renováveis -  ProEnergia.

A ilha com maior representatividade foi São Miguel, com 60% do montante do apoio concedido, seguindo-se as ilhas Terceira, com 24%, e Faial, com 6%.

Segundo nota divulgada pelo GACS, os equipamentos com maior número de candidaturas a apoios neste programa foram as bombas de calor (48%), os recuperadores de calor (36%) e os sistemas solares térmicos (14%), sendo os recuperadores de calor os que mais contribuíram para a redução de emissões de CO2.

Em 2016 foram ainda subsidiados cinco equipamentos que promovem a exploração de recursos energéticos endógenos e renováveis para a microprodução de energia elétrica, permitindo uma capacidade instalada de 4,25 kW.

O programa Proenergia visa incentivar a produção de energia elétrica e calorífica, essencialmente destinada ao autoconsumo, por parte das famílias, empresas, cooperativas, associações sem fins lucrativos e Instituições Particulares de Solidariedade Social.

Nos últimos seis anos, as famílias e as empresas açorianas que se candidataram ao programa de incentivos à produção de energia a partir de fontes renováveis investiram cerca de 5,9 milhões de euros na instalação de equipamentos destinados à produção de energia calorífica e no aquecimento de águas sanitárias.

Do montante investido, os candidatos ao programa receberam cerca de 2,2 milhões de euros, o que corresponde a cerca de 37% do investimento efetuado, como já havia avançado ao Açoriano Oriental o diretor regional de Energia.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Seis? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos