Economia

Formação para jovens agricultores em S. Jorge

  • 2 de Fevereiro de 2010
  • 240 Visualizações, Última Leitura a 18 Novembro 2017 às 23:23
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Tem ínicio hoje um curso de formação em bovincultura de leite, com uma duração de 217 horas que reune um grupo de 15 agricultores de várias freguesias da ilha de S. Jorge.

A Secretaria Regional da Agricultura e Florestas promove acções de formação base dirigidas aos jovens agricultores em regime de primeira instalação, a fim de lhes conferir as aptidões e competências profissionais adequadas ao bom desempenho da sua actividade.

Neste âmbito, o Serviço de Desenvolvimento Agrário de S. Jorge inicia, hoje, um curso de formação base em bovinicultura de leite, com a duração de 217 horas, decorrendo na sala de formação deste Serviço na Urzelina, com um grupo de 15 agricultores oriundos das diversas freguesias da ilha de S. Jorge.

Com mais esta iniciativa, o Governo dos Açores pretende contribuir para capacitar os formandos com os conhecimentos teóricos e práticos que lhes permitam adoptar práticas de maneio eficientes em bovinicultura leiteira e promover, nas suas explorações agrícolas, uma dinâmica empresarial sustentável e competitiva.

O curso aborda áreas distintas nomeadamente, informática na óptica do utilizador, ambiente e conservação da natureza, associativismo e cooperativismo agrícola, higiene, segurança e saúde no trabalho, mecanização agrícola, fertilidade do solo e fertilizantes, contabilidade e gestão da empresa agrícola.

No que respeita a temas específicos na área da bovinicultura de leite, destaca-se a formação em produção pratense e forrageira, alimentação e maneio de bovinos, reprodução animal e o controlo veterinário na exploração agrícola, no qual se descrevem as etapas de uma ordenha eficiente para a obtenção de leite de qualidade.

Serão ainda fornecidas informações sobre aplicação de produtos fitofarmacêuticos e suas regras.

No final da acção, os jovens agricultores adquirem a formação profissional necessária para responder aos requisitos da candidatura aos apoios previstos na Medida 1.2 “Instalação de Jovens Agricultores” do Prorural – Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma dos Açores, assim como ficam habilitados a solicitar ao Serviço de Desenvolvimento Agrário, em requerimento próprio, a emissão do cartão de agricultor-aplicador de produtos fitofarmacêuticos.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Três mais Nove? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos