Economia

Combustíveis mais caros oito cêntimos que em janeiro de 2016

  • 31 de Dezembro de 2016
  • 385 Visualizações, Última Leitura a 22 Julho 2019 às 19:36
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Preço dos combustíveis sobe dois cêntimos amanhã, iniciando 2017 oito cêntimos mais caros do que a 1 de janeiro de 2016.

O ano de 2017 vai começar com um aumento do preço da gasolina de 95 octanas e do gasóleo rodoviário, que fará com que estes combustíveis comecem o ano oito cêntimos mais caros do que aconteceu este ano.

Amanhã, o preço máximo da gasolina aumenta dois cêntimos por litro, passando a custar 1,38 euros por litro, valor idêntico ao de setembro de 2015.

Desde março, que o preço dos combustíveis apresenta uma tendência de crescimento.

O ano começou com a gasolina de 95 octanas a custar 1,30 euros por litro, tendo entre 5 de fevereiro e 17 de março registado o seu valor mais baixo: 1,23 euros por litro. Desde 18 de março, o preço subiu cinco vezes, num total de 15 cêntimos, contando com a atualização agora anunciada.

Esta atualização do preço dos combustíveis na Região abrange também o gasóleo, que  passa a ser vendido a 1,15 euros por litro. A 1 de janeiro de 2016, o preço do gasóleo era de 1,07 euros por litro, ou seja, 8 cêntimos mais barato que a partir de amanhã. Ao longo do ano o preço do gasóleo baixou três vezes, até fevereiro. A partir de março todas as as atualizações do seu valor representaram aumentos de preço. Em 2016, o preço do gasóleo foi atualizado oito vezes, sendo que apenas nas primeiras três vez se registou a descida do preço deste combustível.

Segundo uma nota de imprensa do Governo Regional, a atualização do preço máximo de venda dos combustíveis no arquipélago deve-se “às recentes alterações das cotações de referência dos produtos petrolíferos registados nos mercados internacionais”.

Os novos preços de venda dos combustíveis no arquipélago foram publicados ontem em jornal oficial.

A 1 de janeiro, também o preço do gasóleo colorido e marcado consumido na agricultura será atualizado, passando a custar 0,65 euros por litro, enquanto o preço do gasóleo consumido nas pescas será 0,45 euros por litro.

O fuel industrial passa a custar 0,49 euros por quilograma.

“Todos os combustíveis continuarão a ter, nos Açores, um preço máximo significativamente inferior ao preço de referência dos combustíveis no mercado nacional”, assegura o executivo regional, liderado pelo socialista Vasco Cordeiro.

Assim, no caso da gasolina de 95 octanas, a diferença do preço máximo praticado nos Açores para o preço praticado no continente será de menos 12%, enquanto no gasóleo rodoviário essa diferença será de 14%.

Os preços dos gasóleos consumidos na agricultura e nas pescas terão uma diferença para o mercado nacional de, respetivamente, menos 26% e menos 30%.

Quanto ao fuel, o preço por quilograma passa a ser inferior em 23% ao que é praticado no continente.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Nove mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos