Economia

OE2010: 5 medidas para as empresas

  • 27 de Janeiro de 2010
  • 214 Visualizações, Última Leitura a 20 Agosto 2017 às 07:47
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Incentivos fiscais para quem arriscar uma entrada em bolsa é uma das novidades, para o mundo das empresas, do Orçamento do Estado de 2010.

- Incentivo às PME que queiram ir para a bolsa

O Governo quer criar um regime fiscal especial de apoio às PME que queiram entrar em bolsa, para incentivar o desenvolvimento do acesso ao mercado de capitais por parte dessas companhias.

- Empresas em reestruturação passam a poder pagar dívidas fiscais em 120 prestações

As empresas em reestruturação ou em "notória dificuldade financeira" vão poder pagar as suas dívidas fiscais em 120 prestações mensais. O prazo máximo anterior era de 60 dias.

- 'Business angels' passam a poder deduzir à colecta 20% do investimento

Os investidores em capitais de risco, ou 'Business Angels', passam a poder deduzir à colecta 20% do investimento. Trata-se de mais um reforço aos benefícios fiscais à actividade.

- Fundo de 250 milhões para a internacionalização das PME

Do Orçamento do Estado consta a intenção de criar um fundo de 250 milhões de euros "para apoiar operações de capital e de desenvolvimento das PME em mercados internacionais". É mais um apoio às exportações e a internacionalização das empresas.

- Criação de emprego pode acumular incentivos

Os empresários que criem postos de trabalho por tempo indeterminado vão poder beneficiar de incentivos fiscais e de apoios ao emprego ao mesmo tempo. Tudo para enfrentar a mais difícil das batalhas, o desemprego.

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Cinco mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos