Economia

SATA com novas rotas e produtos para atrair americanos

  • 14 de Dezembro de 2016
  • 601 Visualizações, Última Leitura a 22 Agosto 2019 às 09:54
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

A SATA - através da Azores Airlines - quer fazer dos Açores um ponto de paragem entre América, Europa e Macaronésia.

Duas novas rotas - Barcelona e  Cabo Verde - e dois novos produtos claramente destinados a atrair o mercado norte-americano são as maiores novidades da estratégia da SATA - através da Azores Airlines - para o verão de 2017.

A intenção é a de tornar os Açores uma placa giratória e um ponto de paragem entre a América do Norte (EUA e Canadá), a Europa (com ligações a Barcelona, Londres e Frankfurt) e a Macaronésia (Madeira, Canárias e Cabo Verde), numa aposta clara da SATA no mercado norte-americano e na tentativa de atrair mais americanos para os Açores.

Para isso, vão ser lançados no próximo ano dois novos produtos tarifários: o Overnight e o Stopover. O Overnight permite que o passageiro que viaje entre a América do Norte e a Europa ou a Macaronésia passe uma noite nos Açores, por conta da SATA, caso não consiga o voo de ligação para o destino final no mesmo dia.

Esse produto vai permitir que as ligações da SATA se tornem atrativas para os americanos que queiram ir para os destinos europeus e para a Macaronésia.

O Overnight vai ser também aplicado aos açorianos que não residem em São Miguel e Terceira e que, na deslocação à América do Norte, tenham de dormir em São Miguel ou Terceira, por falta de voo de ligação no mesmo dia.

O Stopover está virado para atrair o cliente norte-americano, não apenas para viajar na SATA, mas sobretudo para conhecer os Açores, permitindo que ele fique até uma semana em Ponta Delgada ou Terceira a caminho da Europa ou da Macaronésia e vice-versa, por sua conta, mas pagando apenas  uma viagem de ida e volta, como se estivesse em voos de ligação, quando na prática está a fazer viagens distintas, devido à paragem de dias nos Açores.

Segundo afirmou aos jornalistas o presidente do Conselho de Administração do Grupo SATA, Paulo Menezes, “o mercado americano é um mercado com grande potencial e queremos trazê-lo para este excelente ponto de atração que são os Açores”.

Paulo Menezes falava à margem da apresentação do Plano de Exploração da Azores Airlines para o verão de 2017, que ontem decorreu no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada.

A SATA aplica assim aos Açores uma estratégia que já foi experimentada com sucesso na Islândia - com quem os Açores agora são comparados, pelo seu turismo de natureza e qualidade - através da sua principal companhia aérea, a Icelandair.

A aposta no mercado norte-americano vai traduzir-se no verão de 2017 num aumento superior a 30 mil lugares, quer nas ligações entre os Estados Unidos da América (Boston, Providence e Oackland), os Açores e o continente, quer nas ligações entre o Canadá (Toronto e Montreal), os Açores e o continente.

A SATA vai também iniciar já em abril uma nova rota para Barcelona, em Espanha, com dois voos semanais e a partir de junho outra nova rota, esta para a Cidade da Praia, em Cabo Verde.

E vai continuar a aposta no mercado doméstico, quer nas rotas ainda sujeitas a obrigações de serviço público (Horta, Pico e Santa Maria), quer nas rotas entretanto liberalizadas (Ponta Delgada e Terceira).

A título de exemplo, refira-se o aumento em cerca de 90 mil lugares nas ligações entre Ponta Delgada e Lisboa no verão IATA de 2017 - entre abril e outubro - apesar de haver quatro companhias , duas delas ‘low cost’, a operar nessa rota.

Por seu lado, o secretário regional dos Transportes e Obras Públicas, Vítor Fraga, afirmou que o novo modelo liberalizado das ligações aéreas ao continente, que entrou em vigor no ano passado, ‘fortaleceu’ a SATA, que a ele respondeu ‘positivamente’ e num novo quadro de forte concorrência.

Vítor Fraga disse também que o plano ontem apresentado “demonstra claramente o comprometimento da Azores Airlines para com a Região” e referiu o importante  aumento de 355 mil lugares num total de quase 1 milhão e 309 mil lugares que serão disponibilizados pela Azores Airlines durante o ano de 2017 nas ligações dos Açores para o exterior.

O secretário regional salientou ainda o aumento de cerca de 45 por cento no número de passageiros desembarcados nos Açores em apenas dois anos, desde 2014,  prevendo-se que este ano se ultrapasse 1 milhão e 300 mil passageiros, fruto do que considerou “a maior reforma de sempre ao nível do transporte  aéreo na nossa Região”.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Sete mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos