Economia

Um quarto dos açorianos faz compras pela Internet

  • 22 de Novembro de 2016
  • 381 Visualizações, Última Leitura a 26 Maio 2019 às 08:10
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Açores são a segunda região do país onde se realizam mais  encomendas pela Internet, sendo só superada por Lisboa.
Em 2016, um quarto dos açorianos fizeram compras pela Internet, um valor que tem vindo a crescer desde que o INE começou a avaliar este indicador no Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias.

Numa análise aos dados que o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga desde 2010, o número de açorianos entre os 16 e os 74 anos que faz compras pela Internet aumentou 18,7 pontos percentuais (p.p.) nos últimos seis anos, tendo passado de 6,3% em 2010 para 25% este ano.

Os Açores são a segunda região do país que apresenta as taxas mais elevadas de encomendas pela Internet, só superada pela região de Lisboa com 31% de pessoas que efetuam encomendas online.

No total nacional, efetuaram encomendas pela Internet 23% da população em 2016. À semelhança do que se verificou no arquipélago, no total do País o indicador encomendas pela Internet tem vindo a aumentar desde 2010 (+13 p.p.)
Em relação aos utilizadores de Internet em 2016, o INE revela que 71% dos residentes nos Açores, com idades entre os 16 e os 74 anos, são utilizadores, representando um aumento do indicador em 26,4 p.p. face a 2010.

A utilização de Internet é também mais frequente na Regiões Autónomas dos Açores face à média nacional, que é de 70%. Lisboa, Algarve e Madeira acompanham os Açores nesta tendência.

Segundo os resultados do Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias realizado em 2016, 80% das famílias nos Açores têm ligação à Internet em casa, sendo que a maioria destes agregados acede à rede, através de banda larga. Entre 2010 e 2017, o acesso à Internet em banda larga a partir de casa aumentou 28,9 pontos percentuais, passando de 51,1% para 80%.

O INE caracterizou ainda o perfil dos utilizadores de Internet em Portugal, tendo concluído que a maioria (72%) acedeu, em 2016, à rede em equipamentos portáteis fora de casa e do local do trabalho, o que representa uma subida de 37 pontos percentuais face a 2012. Segundo os dados, o telemóvel ou ‘smartphone’ (68%) e o computador portátil (73%) são os equipamentos mais referidos pelos utilizadores para aceder à rede.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Um mais Três? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos