Economia

Os números da relação entre Portugal e China

  • 14 de Novembro de 2016
  • 429 Visualizações, Última Leitura a 26 Maio 2019 às 02:58
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

Com o objetivo de fortalecer a ligação entre empresas e instituições dos dois países, arranca na terça-feira em Lisboa, o primeiro Fórum Económico Portugal-China.

A Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa e a Fundação AIP juntaram-se para trazer esta semana à capital portuguesa um conjunto de representantes chineses, de forma a aproximar Pequim e Lisboa.

Numa época de forte relacionamento entre as duas economias, Portugal espera conseguir atrair mais consumo chinês e reforçar as exportações para aquele que é um dos países com maior ritmo de crescimento em todo o planeta.

Para ter uma melhor noção do relacionamento entre Portugal e China, a Agência Lusa e o Economia ao Minuto mostram-lhe todos os números que precisa de saber:

483,8 milhões de euros - Valor das exportações de bens portugueses para a China, que caíram 25,1% nos primeiros nove meses do ano para 483,8 milhões de euros, face ao período homólogo de 2015;

1,358 mil milhões de euros - Valor das importações, da China para Portugal, que subiu 1,3%;

974,5 milhões de euros - Valor do saldo da balança comercial, negativo para Portugal;

11.º - A China era, no final de setembro, o 11.º cliente de Lisboa e o seu sétimo fornecedor;

2.926 - Cidadãos chineses que obtiveram a Autorização de Residência para a atividade de Investimento (ARI), os chamados vistos 'gold', desde que o programa entrou em vigor, em outubro de 2012;

154.000 - Turistas chineses que visitaram Portugal, em 2015, um acréscimo de 36%, face ao ano anterior;

60 milhões de euros - Montante gasto pelos turistas chineses durante a sua estadia em Portugal, em 2015, seis milhões a mais do que no ano anterior;

641 euros - valor gasto por transação, em compras 'tax free', colocando os chineses como os turistas que mais gastaram, em média, em Portugal;

8.679 de euros - Número de vistos emitidos pela secção consular da embaixada portuguesa em Pequim, em 2015 (não inclui as emissões do consulado em Xangai, a cidade mais populosa da China);

10 mil milhões de euros - Montante investido em Portugal pela China, desde que, em 2012, a China Three Gorges (CTG) comprou uma participação de 21,35% no capital da EDP;

2.700 milhões de euros - valor que a China Three Gorges pagou ao Estado português - um dos maiores investimentos de sempre da China na Europa;

4,02 mil milhões de euros - Comércio bilateral entre Portugal e a China, em 2015, uma queda de 8,99% face ao ano anterior;

1,3 mil milhões de euros - Valor do 'superavit' de Pequim na balança comercial com Lisboa, em 2015, uma queda de 11,5%, face a 2014;

1.110 - Portugueses que residem na China continental (exclui Macau e Hong Kong), sete vezes mais do que há dez anos;

Oito - Número de centros de vistos que Portugal tem na China, nas cidades de Pequim, Xangai, Nanjing, Chengdu, Shenyang, Wuhan, Fuzhou e Guangzhou, a cargo do grupo privado VFS Global;

Quatro - Número de universidades portuguesas - Aveiro, Coimbra, Lisboa e Minho - onde o Instituto Confúcio, organismo patrocinado por Pequim para assegurar o ensino de chinês, está já implantado.


Fonte: Notícias ao Minuto

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Dois mais Sete? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos