Economia

Governo com mais uma secretaria dedicada ao Turismo

  • 3 de Novembro de 2016
  • 616 Visualizações, Última Leitura a 23 Maio 2019 às 00:44
    • *
    • *
    • *
    • *
    • *

O novo Governo Regional dos Açores vai ter seis novos rostos e soma mais uma secretaria regional dedicada ao Turismo, num executivo em que transitam do anterior o presidente, Vasco Cordeiro, o vice-presidente, Sérgio Ávila, e três secretários regionais.

O anúncio foi feito por Vasco Cordeiro no Palácio dos Capitães Generais, em Angra do Heroísmo, após a entrega da composição do Governo Regional ao representante da República, Pedro Catarino.

Sérgio Ávila mantém-se no cargo que já exerceu nos três anteriores executivos regionais, a vice-presidência.

Andreia Cardoso continua na Secretaria Regional da Solidariedade Social, assim como Avelino Meneses, que foi nomeado secretário regional da Educação e Cultura em julho de 2014.

Já Vítor Fraga que, no Governo Regional que agora cessa funções tinha a pasta do Turismo e Transportes, que incluía as Obras Públicas e a Energia, passa a tutelar os  Transportes e Obras Públicas.

O Turismo, assim como a Energia e o Ambiente - a nova secretaria -, ficam nas mãos de Marta Guerreiro, um dos novos rostos do executivo açoriano.

Entre os novos nomes, estão o de Gui Menezes que assume a Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia; o do gestor Rui Luís que vai assumir a pasta da Saúde; e o do secretário regional da Agricultura e Florestas, João Ponte.

O elenco do XII Governo Regional dos Açores fica completo com Berto Messias que vai assumir as funções de secretário regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares, e com Rui Bettencourt, secretário regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas.

Ontem, na conferência de imprensa de apresentação do elenco governativo, depois da entrega da composição do executivo regional ao Representante da República, o presidente indigitado do Governo Regional dos Açores afirmou que o novo executivo “está motivado e determinado” a responder aos desafios.

“É um elenco que está motivado, determinado e pronto a responder aos desafios que vamos enfrentar nestes próximos quatro anos nas mais variadas áreas, concretizando as linhas de orientação estratégicas e os objetivos traçados no programa eleitoral do PS que foi sufragado maioritariamente nas eleições do passado dia 16 de outubro”, afirmou Vasco Cordeiro, citado pela Lusa.

Segundo Vasco Cordeiro, este executivo apresenta “uma orgânica ágil que, em relação ao XI Governo, tem a salientar um novo departamento dedicado às áreas da Energia, do Ambiente e do Turismo”.

“Trata-se de áreas estratégicas para o futuro da nossa região e que vêem, assim, reforçadas a sua componente institucional e de atenção política”, adiantou Vasco Cordeiro, considerando que estes “são alicerces do desenvolvimento futuro” dos Açores.

De acordo com Vasco Cordeiro, esta nova secretaria permite “uma maior inter-relação e coordenação setorial” entre estas áreas “dentro da mesma esfera departamental”.


Reações ao anúncio do governo

Em reação ao anúncio da criação da nova Secretaria Regional da Energia, Ambiente e Turismo, o presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, Mário Fortuna, afirmou ter boas expectativas.

“A grande alteração é na secretaria do Turismo e Transportes onde há um desdobrar de uma secretaria com bastante peso, com a expectativa de que a nova titular da área do Turismo tenha um bom desempenho”, afirmou à rádio Açores TSF, acrescentando que faz votos que a nova estrutura funcione bem, ficando “naturalmente o benefício da dúvida em relação a esta estrutura, porque muito do resultado vai depender do que se fizer no dia-a-dia. A nossa expectativa é que tenha uma boa forma de trabalhar, o que depende dos titulares”.

Também o presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Angra do Heroísmo, Sandro Paim,  destacou a criação desta nova secretaria. “Parece-nos adequada a nova secretaria criada para Energia, Ambiente e Turismo que são áreas muito importantes para o desenvolvimento da Região”, lembrando que o Turismo “cresceu muito nos últimos quatro anos “e que o desafio atual é “consolidar e dar sustentabilidade”.  Já em relação à pasta dos Transportes e Obras Públicas, Sandro Paim lembrou a importância da logística para o desenvolvimento regional.

Para o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, a nomeação de João Ponte para a pasta da Agricultura foi uma surpresa, ainda que afirme que vai dar o benefício da dúvida ao novo governante. “É uma surpresa para todos os agricultores, mas obviamente que não vamos fazer juízos de valor antecipados”, disse, realçando saber que João Ponte “é uma pessoa que gosta de trabalhar e trabalha”. Mesmo assim, Jorge Rita apelou ao presidente do Governo Regional, assim como ao novo secretário da área, que “demonstrem disponibilidade para trabalhar em prol dos agricultores e da agricultura açoriana”.

Já a nomeação de Gui Menezes para Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia é vista com satisfação pelo presidente da Federação de Pescas, Gualberto Rita.  “No que respeita à área do mar e das pescas é com satisfação que vemos o nome de uma pessoa por nós conhecida. O Dr. Gui Menezes é uma pessoa com vasto conhecimento nesta área que trabalhou connosco no grupo de trabalho do Plano de Resgate para a Pesca”, disse à rádio Açores TSF. Gualberto Rita pediu ainda ao novo executivo para que tenha uma “atenção especial a este setor” e que “venha a resolver todos os problemas e constrangimentos por que o setor tem passado”.

O Governo Regional toma posse perante a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores amanhã, às 15h00, na Horta.


Fonte: Açoriano Oriental

 

Comentários

Deixar Comentário

Quantos são Seis mais Oito? O que é isto?

Pesquisar

Conhecer Todos
Conhecer Todos